Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Líder do Grupo Wagner diz que deixará a linha de frente em Bakhmut

    Yevgeny Prigozhin disse neste domingo que suas tropas conseguiram capturar os territórios que prometeram e, por isso, vão se retirar no próximo dia 25 

    Yevgeny Prigozhin, ao lado de mercenários do Grupo Wagner, segura bandeira da rússia em mensagem de vídeo enviada neste sábado
    Yevgeny Prigozhin, ao lado de mercenários do Grupo Wagner, segura bandeira da rússia em mensagem de vídeo enviada neste sábado Prigozhin's Press Service/Reuters

    O chefe do grupo militar privado Wagner, Yevgeny Prigozhin, disse neste domingo (21) que suas forças deixarão a linha de frente no leste da Ucrânia em 25 de maio depois de “capturar todos os territórios que prometeram capturar, até o último centímetro quadrado”.

    Prigozhin disse que está entregando seus cargos ao Ministério da Defesa da Rússia depois que as forças do Grupo Wagner partirem. Não houve resposta pública imediata do Ministério da Defesa.

    “Nós, como eu disse ontem, estamos entregando nossas posições ao Ministério da Defesa (russo) e no dia 25 estamos deixando a zona de combate”, disse o chefe de Wagner em uma mensagem de áudio em sua página do Telegram do Serviço de Imprensa. “Portanto, todas as tarefas que continuarão a ser realizadas são realizadas pelas bravas unidades do Ministério da Defesa, e vamos para os campos de campanha”.

    “A partir de 1º de junho, nem um único lutador do Wagner estará na vanguarda até passarmos pela reorganização, equipamento e treinamento”, acrescentou Prigozhin.

    Ele também rejeitou a insistência do presidente ucraniano Volodymyr Zelensky de que a cidade de Bakhmut não está totalmente ocupada pela Rússia a partir de domingo.

    “Não há um único soldado ucraniano em Bakhmut“, afirmou o chefe de Wagner. “E é por isso que paramos de pegar mais prisioneiros de guerra.”

    Prigozhin já fez declarações ousadas ou enganosas sobre a guerra e o papel de seus mercenários nela – e ocasionalmente voltou atrás nelas. Ele também é conhecido por falar sarcasticamente.

    O anúncio de Prigozhin ocorre um dia depois que a Rússia declarou vitória na disputada cidade do leste. O grupo de mercenários diz que assumiu o controle total da cidade após muitos meses de luta liderada pelas forças de Prigozhin.

    A Ucrânia, por sua vez, afirma que está mantendo uma pequena área na parte oeste da cidade – e que seu progresso nas áreas ao redor da cidade a deixou em uma posição forte. Neste domingo, Zelensky afirmou que ainda havia tropas ucranianas na região.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original