Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Mulher morre um dia após ser resgatada depois de passar 104 horas sob escombros na Turquia

    Zeynep Kahraman, de 40 anos, foi retirada dos escombros por equipes de resgate alemãs na sexta-feira (10); ela estava soterrada nos escombros desde que o terremoto atingiu o local na segunda (6)

    Erol DogrudoganTomasz Janowskida Reuters

    Uma mulher morreu no hospital neste sábado (11), um dia após ser retirada dos escombros de um prédio que desabou no sul da Turquia, onde ficou presa por 104 horas desde o devastador terremoto de segunda-feira (6), disseram equipes de resgate.

    Equipes de resgate alemãs retiraram Zeynep Kahraman, de 40 anos, dos escombros na cidade de Kirikhan, no sul da Turquia, na sexta-feira (10). Eles chamaram sua sobrevivência de “milagre”.

    Os esforços de busca e resgate após o terremoto mais mortal da região em décadas continuam revelando mais corpos.

    “Acabamos de saber pelo irmão e pela irmã que Zeynep faleceu tristemente no hospital”, disse Steven Bayer, líder da equipe internacional alemã de busca e resgate. “Acabamos de informar a equipe que ela infelizmente faleceu e agora estamos processando isso na equipe.”

    Enquanto alguns socorristas, sufocando as lágrimas, consolavam uns aos outros, o médico da equipe disse que os riscos eram particularmente altos durante as primeiras 48 horas após uma operação de resgate tão complicada.

    “Afinal, ela ficou realmente soterrada por mais de 100 horas. Não estava presa, mas soterrada”, disse Peter Kaub.

    Mas ele enfatizou que o esforço dos socorristas não foi em vão.

    “Para poder morrer nos braços da família e poder viver os últimos momentos antes disso, cada segundo conta”, disse ele. “Depois de 10 horas, depois que começamos, ela teve o primeiro contato humano e pôde falar com o tradutor e conosco, depois até com a família dela. E no final, a família dela conseguiu segurá-la nos braços.”

    A família de Kahraman disse à Reuters anteriormente que as equipes de resgate chegaram dois dias após o terremoto de segunda-feira.

    Os trabalhadores alemães fizeram contato com a mulher enquanto ela ainda estava no meio dos escombros e a mantiveram hidratada por meio de uma mangueira. A certa altura, eles ajudaram sua irmã a descer uma escada perto da local onde Zeynep estava para falar com ela.

    O número de mortos do terremoto de segunda-feira que atingiu a Turquia e a Síria já ultrapassou 24.000.