Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Netanyahu diz que lutará contra sanções ao exército israelense

    Site de notícias Axios informou que Washington estaria planejando impor sanções ao batalhão israelense Netzah Yehuda

    Benjamin Netanyahu em Jerusalém
    Benjamin Netanyahu em Jerusalém 18/2/2024 REUTERS/Ronen Zvulun

    Maayan Lubellda Reuters

    O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, disse neste domingo (21) que lutaria contra as sanções impostas a qualquer unidade militar israelense, após a imprensa informar que os Estados Unidos estaria planejando tal medida contra um batalhão por supostas violações de direitos humanos.

    No sábado (20), o site de notícias Axios informou que Washington estaria planejando impor sanções ao batalhão israelense Netzah Yehuda, que opera na Cisjordânia ocupada. Os militares israelenses disseram não ter conhecimento de quaisquer medidas tomadas.

    “Se alguém pensa que pode impor sanções a uma unidade das FDI (Forças de Defesa de Israel) – lutarei contra isso com todas as minhas forças”, disse Netanyahu em comunicado.

    De acordo com os militares israelenses, o batalhão Netzah Yehuda é uma unidade de combate ativa que opera de acordo com os princípios do direito internacional.

    “Após publicações sobre sanções contra o batalhão, as FDI não estão cientes do assunto. Se for tomada uma decisão sobre isso, ela será avaliada. As FDI trabalham e para investigar qualquer evento incomum de maneira prática e de acordo com a lei”, afirmaram os militares.