“Otan desordenou a Europa. Agora tenta desordenar o mundo?”, diz China

Porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês retrucou fala de autoridade britânica; secretária do Reino Unido fez alerta de que Pequim deve "jogar pelas regras"

Porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin
Porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin REUTERS/Thomas Peter

Léo Lopesda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

A China acusou a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) de “desordenar” a Europa, e questionou se agora a aliança militar ocidental quer desordenar a região da Ásia-Pacífico e o mundo.

A declaração foi feita pelo porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Wang Webin, durante uma coletiva de imprensa nesta quinta-feira (28).

Webin fez essa afirmação ao retrucar uma fala da secretária de Relações Exteriores do Reino Unido, Liz Truss.

Na quarta-feira (27), ao comentar as movimentações do Ocidente para isolar economicamente a Rússia por causa da guerra na Ucrânia, Truss declarou que “todos os países devem jogar pelas regras, e isso inclui a China”.

No mesmo pronunciamento, feito em Londres, Truss fez um alerta de que a posição da China em relação à Ucrânia pode afetar a ascensão econômica de Pequim.

“Eles não vão continuar a crescer se não jogarem pelas regras. China precisa fazer negócios com o G7. Nós [do G7] representamos cerca de metade da economia global. E temos escolhas”, disse Truss.

Questionado sobre essa declaração da secretária britânica, o porta-voz Wang Webin disse que “as ‘regras’ deveriam ser as normas que regem as relações internacionais entre governos, com base nos propósitos e princípios da Carta da ONU. E não as ‘regras’ definidas por uma determinada camarilha ou bloco”.

“A Sra. Truss também mencionou a Otan. Uma vez que a Guerra Fria terminou há muito tempo, a Otan – como produto da Guerra Fria e a maior aliança militar do mundo – deveria ter feito os ajustes necessários de acordo com a mudança dos tempos”, disse o representante do Ministério das Relações Exteriores de China.

“No entanto, a Otan se apegou ao antigo conceito de segurança, engajou-se no confronto em bloco e se tornou uma ferramenta para certos países buscarem hegemonia. Alegam ser uma organização defensiva, mas constantemente criam confrontos e distúrbios”, acrescentou.

O porta-voz ainda alegou que a aliança militar ocidental tem “travado guerras desenfreadamente e lançado bombas em estados soberanos, matando e deslocando civis inocentes”.

“Vale a pena refletir sobre o impacto da expansão da Otan para o leste na paz e estabilidade a longo prazo da Europa. A Otan desordenou a Europa. Agora tenta desordenar a Ásia-Pacífico e até o mundo?”, completou.

Wang Webin ainda reiterou que a posição da China sobre a Ucrânia é “consistente e clara”. “Sempre fazemos julgamentos independentes com base nos méritos de cada assunto”, concluiu.

Mais Recentes da CNN