Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Pentágono diz que caos em Cabul seria ‘difícil para qualquer um prever’

    Tentativa desesperada de fuga causou tumulto em aeroporto da capital Cabul após invasão do Talibã; cinco pessoas morreram

    John Kirby, porta-voz do Pentágono
    John Kirby, porta-voz do Pentágono Foto: Yasin Ozturk/Anadolu Agency via Getty Images

    Josiah Ryan, da CNN

    Ouvir notícia

    O secretário de imprensa do Pentágono, John Kirby, defendeu nesta segunda-feira (16) a caótica retirada dos militares dos EUA de Cabul, dizendo à CNN que questiona qualquer caracterização da situação no Aeroporto Internacional Hamid Karzai como um fracasso de planejamento.

    “Eu discordaria da sua designação desta operação no aeroporto como um fracasso”, disse Kirby, depois que Barbara Starr da CNN perguntou a ele “o que falhou em seu planejamento?”

    “Nós planejamos todos os tipos de contingências, mas não é um processo perfeito”, continuou ele. “Os planos nem sempre são perfeitamente preditivos. E como é bem conhecido na máxima militar, os planos nem sempre sobrevivem ao primeiro contato e você tem que ajustar em tempo real.”

    Quando você olha as imagens de Cabul, é difícil para qualquer um prever

    John Kirby

    Kirby defendeu a preparação dos EUA, dizendo que eles planejaram “operações de evacuação de não-combatentes já em maio” e que “havia exercícios sendo feitos no Pentágono para examinar como poderiam ser as diferentes operações de evacuação de não-combatentes”.

    Kirby disse que um dos exercícios foi feito duas semanas antes, para avaliar como seria uma evacuação de não-combatentes “do Aeroporto Internacional Hamid Karzai”.

    “E pensamos que esses exercícios nos prepararam em termos de ter seus recursos avançados, desdobramos tropas, incluindo fuzileiros navais, fora de seu navio e no Kuwait para que pudessem estar prontamente disponíveis, bem como outras forças na região”, disse.

    “Muito do que você está vendo acontece, a razão pela qual podemos ser tão rápidos com mais de 6.000 soldados, é porque antecipamos a possível necessidade de fazer isso”, disse ele, observando novamente que eles não poderiam ter previsto “cada cenário e cada violação em torno da região do aeroporto “e existem as” mudanças que acontecem.”

    Violência em Cabul

    A violência eclodiu no aeroporto de Cabul nesta segunda-feira, quando centenas de pessoas invadiram a pista em busca de uma rota para sair do Afeganistão; depois que a repentina tomada de poder do Talibã desencadeou uma retirada caótica do Ocidente.

    As forças dos EUA atiraram e mataram dois homens armados, que atiraram neles, de acordo com um oficial de defesa dos EUA. E os Estados Unidos retomaram as operações, temporariamente suspensas no campo de aviação, após expulsar multidões das pistas.

    (Texto traduzido, leia original em inglês aqui)

    Mais Recentes da CNN