Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    População da Índia deve superar a da China até meados de 2023, diz ONU

    Juntos, países asiáticos representam mais de um terço da população global

    O Rashtrapati Bhavan é a residência oficial do presidente da Índia, localizada no extremo oeste de Rajpath em Nova Deli.
    O Rashtrapati Bhavan é a residência oficial do presidente da Índia, localizada no extremo oeste de Rajpath em Nova Deli. Kriangkrai Thitiakorn/ Getty Images

    YP RajeshKrishn Kaushikda Reuters

    A Índia está a caminho de se tornar o país mais populoso do mundo, ultrapassando a China com quase 3 milhões de habitantes a mais em meados deste ano, mostraram dados divulgados nesta quarta-feira (19) pelas Nações Unidas.

    Os dados demográficos do “Relatório do Estado da População Mundial, 2023” do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA, na sigla em inglês) estimam a população da Índia em 1.428,6 milhões ou 1,4286 bilhão, contra 1,4257 bilhão da China.

    Os Estados Unidos estão em um distante terceiro lugar, com uma população estimada em 340 milhões, mostraram os dados, que refletem informações disponíveis em fevereiro de 2023, segundo o relatório.

    Especialistas em população, usando dados anteriores da ONU, projetaram que a Índia ultrapassaria a China neste mês. Mas o último relatório do órgão global não especificou uma data para quando a mudança ocorreria.

    Funcionários da ONU disseram que não era possível especificar uma data devido à “incerteza” sobre os dados provenientes da Índia e da China, especialmente porque o último censo da Índia foi realizado em 2011 e o próximo previsto para 2021 foi adiado devido à pandemia.

    Embora a Índia e a China representem mais de um terço da população global estimada de 8,045 bilhões, o crescimento populacional em ambos os gigantes asiáticos está diminuindo, em um ritmo muito mais rápido na China do que na Índia.

    No ano passado, a população da China caiu pela primeira vez em seis décadas, uma virada histórica que deve marcar o início de um longo período de declínio no número de cidadãos com profundas implicações para sua economia e para o mundo.

    O crescimento populacional anual da Índia tem uma média de 1,2% desde 2011, em comparação com 1,7% nos 10 anos anteriores, de acordo com dados do governo.

    “Os resultados da pesquisa indiana sugerem que as ansiedades da população se infiltraram em grandes porções do público em geral”, disse Andrea Wojnar, representante do UNFPA na Índia, em um comunicado.

    “No entanto, os números da população não devem desencadear ansiedade ou criar alarme. Em vez disso, eles devem ser vistos como um símbolo de progresso, desenvolvimento e aspirações se os direitos e escolhas individuais forem respeitados”, disse ela.