Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Putin não participará pessoalmente da cúpula do G20, diz embaixada russa

    Líder russo será representado pelo ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov

    Mayumi MaruyamaNectar Ganda CNN

    O presidente russo, Vladimir Putin, não comparecerá pessoalmente a uma cúpula de líderes do Grupo dos 20 países em Bali na próxima semana, disse a embaixada russa na Indonésia à CNN na quinta-feira (10).

    Putin será representado pelo ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, disse Yulia Tomskaya, chefe de protocolo da embaixada. Tomskaya acrescentou que Putin ainda está decidindo se participará de uma das reuniões virtualmente.

    A decisão de Putin de não comparecer pessoalmente à cúpula do G20 poupa-lhe o constrangimento de ser confrontado – ou evitado – por outros líderes mundiais sobre a invasão da Ucrânia pela Rússia.

    Na preparação para o evento, os países ocidentais e a Ucrânia pressionaram a Indonésia, anfitriã do G20, a intensificar sua condenação a Moscou e retirar o convite a Putin para a cúpula.

    O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, que está participando da cúpula, disse em março que a Rússia deveria ser expulsa do G20. Membros seniores de seu governo deixaram os eventos do grupo onde os delegados russos estão presentes.

    A Indonésia resistiu à pressão e procurou manter uma posição neutra e chamou o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky para a cúpula como convidado.

    Zelensky disse que a Ucrânia não participará da cúpula do G20 se Putin comparecer. Ele deve participar das reuniões virtualmente.

    O líder chinês Xi Jinping, que se encontrou com Putin no Uzbequistão em setembro, também deve participar da cúpula e se encontrar com Biden pela primeira vez desde que o presidente americano assumiu o cargo há quase dois anos.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original