Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Equipes encontram restos mortais entre os destroços do submersível Titan

    Anúncio foi feito na tarde desta quarta-feira pela Guarda Costeira dos Estados Unidos; destroços do veículo chegaram ao Canadá e serão analisados para obter mais informações sobre o acidente que matou cinco pessoas

    Da CNN

    A Guarda Costeira dos Estados Unidos anunciou nesta quarta-feira (28) que foram encontrados materiais orgânicos que seriam os restos mortais dos ocupantes do submersível Titan. Segundo informe, seriam “supostos restos humanos que foram cuidadosamente recuperados” do fundo do mar.

    Os restos mortais foram recuperados “dentro dos destroços” do submersível, disse a Guarda Costeira em um comunicado à imprensa – um anúncio feito quase uma semana depois que as autoridades determinaram que o navio com destino ao Titanic havia implodido no Atlântico Norte, matando todos os cinco homens a bordo.

    Profissionais médicos dos EUA analisarão os supostos restos mortais, disse a Guarda Costeira.

    Destroços

    Enormes pedaços do submersível Titan foram içados em um píer canadense nesta quarta-feira (28), quase uma semana depois que as autoridades anunciaram que uma “implosão catastrófica” matou todos os cinco homens a bordo da embarcação do tamanho de uma minivan, de acordo com a empresa que lidera a tarefa.

    Uma peça semelhante a um painel branco – mais alta do que os dois homens que a guiaram para a terra – e outra peça de tamanho semelhante com cordas e fios envoltos em lona branca foram retiradas do navio de manuseio de âncoras Horizon Arctic no píer da Guarda Costeira Canadense em St. Terra Nova e Labrador, fotos do programa Paul Daly da The Canadian Press.

    Não ficou imediatamente claro quais são as peças. Titan era feito de fibra de carbono e titânio e pesava 10,4 toneladas, com espaço para apenas cinco adultos, de acordo com a OceanGate, que operava a embarcação como parte de sua oferta para turistas radicais se aproximarem dos destroços do Titanic por US$ 250 mil (cerca de RS 1,2 milhão) por pessoa.

    A empresa proprietária dos veículos operados remotamente que trouxeram os restos mortais de Titan à superfície, Pelagic Research Services, por enquanto “concluiu com sucesso” o trabalho offshore e quarta-feira de manhã estava “em processo de desmobilização da Horizon Arctic”, proprietária dos navios, disse à CNN.

    Os membros da tripulação “trabalharam ininterruptamente por dez dias, enfrentando os desafios físicos e mentais desta operação, e estão ansiosos para terminar a missão e retornar para seus entes queridos”, disse a empresa em comunicado.

    O Pelagic Research Services adiou as perguntas à Guarda Costeira dos EUA, acrescentando que sua equipe não pode comentar ou fornecer qualquer informação relacionada à investigação sobre o desaparecimento do Titan. A empresa realizará uma coletiva de imprensa em sua base de operações em East Aurora, em Nova York, depois que “nossa equipe se reagrupar”, disse.

    Um porta-voz do Conselho de Segurança de Transporte do Canadá se recusou a comentar à CNN, dizendo que mais informações sobre sua investigação serão divulgadas conforme garantido.

    (em atualização, com informações da Reuters)