Sem suspender voos, EUA exigirão testes negativos para chegadas do Reino Unido

Trump havia dito que não exigiria testes negativos de Covid-19 aos passageiros que chegam do Reino Unido. CDC, agora, adota novo protocolo

Vista do aeroporto de La Guardia, em Nova York
Vista do aeroporto de La Guardia, em Nova York Foto: Divulgação

Por David Shepardson,

da Reuters

Ouvir notícia

 

O governo dos EUA exigirá que todos os passageiros das companhias aéreas que chegam do Reino Unido apresentem um teste negativo para Covid-19 até 72 horas antes da partida.

A medida passa a valer a partir da segunda-feira (28), em meio a preocupações sobre uma nova variante do coronavírus que circula no território britânico e pode ser mais transmissível.

Leia também:
Brasil proíbe voos do Reino Unido e restringe entrada por fronteiras terrestres

OMS: Mutação do coronavírus é mais contagiosa e ainda não mostra maior gravidade

Os Centros para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) disseram em um comunicado que todos os passageiros das companhias aéreas que chegam do Reino Unido devem testar negativo para voar aos Estados Unidos.

A decisão foi uma reviravolta depois que a administração Trump disse às companhias aéreas dos EUA na terça-feira que não planejava exigir nenhum teste para os passageiros que chegam no Reino Unido.

(Reporting by David Shepardson; Editing by Raju Gopalakrishnan)

Mais Recentes da CNN