Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Série inédita da CNN Brasil traz a linha de frente da guerra da Ucrânia

    "Ucrânia: o futuro da guerra" mostra relatos dos brasileiros que estão lutando na guerra e como estão as cidades atingidas

    Ucrânia: o futuro da guerra
    Ucrânia: o futuro da guerra CNN Brasil

    Da CNN

    O correspondente sênior da CNN Brasil, Américo Martins viajou pela Ucrânia em uma fase crucial da guerra no país. As disputas em curso neste momento no campo de batalha vão determinar o futuro da Europa, da geopolítica mundial e até da maneira como as guerras passarão a ser travadas a partir de agora.

    O resultado são cinco reportagens inéditas da CNN Brasil, na série “Ucrânia: o futuro da guerra”, que vão ao ar no CNN Prime Time de segunda (10) a sexta (14) e um documentário exclusivo, que será exibido neste sábado (15) às 22h45 e domingo (16), às 23h15.

    Quais são as histórias por trás da guerra contra a Rússia, que segue fazendo vítimas, mudando rotinas e alterando o dia a dia da população civil e dos militares? Américo traz essas respostas após viajar milhares de quilômetros por terra, em várias regiões da Ucrânia. Ele visitou as principais cidades ucranianas, foi a aldeias completamente destruídas, fez reportagens na linha de frente e entrevistou brasileiros que lutam pela Ucrânia. Um deles conta como se feriu e como se sente ao ver que matou combatentes do outro lado. O presidente Volodymyr Zelensky também fala nas reportagens sobre o conflito.

    O material exclusivo trata dos desafios que o país enfrenta e propõe importantes reflexões sobre a tecnologia por trás dos ataques. Como é possível o exército ucraniano resistir à ameaça de uma potência nuclear? Por que o uso de drones mudou a configuração do conflito contra a Rússia? Como a Marinha ucraniana, sem um navio de guerra sequer, conseguiu afundar várias embarcações da poderosa armada russa?

    Em meio a um país devastado, com regiões em situações extremamente críticas, a vida na Ucrânia segue. O país convive com sofrimento e cansaço. A normalidade tenta se estabelecer em alguns momentos, e é possível identificarmos traços de “resiliência”, quando integrantes da Ópera de Odessa se apresentam a uma pequena plateia enquanto os alarmes de ataque aéreo podem tocar a qualquer momento. Ou até mesmo em cenas quase pitorescas que a equipe da CNN registrou pelas ruas de Odessa: uma influenciadora digital faz poses e graça atrás do nosso correspondente em meio a um clima de incertezas. E a resiliência, neste ponto, é uma estratégia ucraniana: perseguir a normalidade é uma das formas de deixá-los mais fortes frente à ameaça russa.

    Por outro lado, a população se mantém conectada com as notificações em aplicativos como o “Air Alert”, bancado pelo governo para avisar quando mísseis russos ameaçam atingir determinadas regiões, e voluntárias preparam pratos para soldados no front. O projeto “Borsch for Ukraine” é mais do que uma iniciativa sobre um propósito. É a união de voluntários que dedicam seu tempo para alimentar milhares de soldados que se mantêm na linha de frente de um combate longe de um fim.

     

    Serviço:

    Série especial “Ucrânia: o futuro da guerra”
    De 10 a 14 de junho, no CNN “Prime Time”, a partir das 20h
    Documentário “Ucrânia: o futuro da guerra”
    Sábado, 15 de junho, às 22h45 e domingo, 16, às 23h15