Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Trump mantém vantagem de dois dígitos após abertura de processo, diz pesquisa

    Cerca de 43% dos autodenominados republicanos disseram que o ex-presidente era seu candidato preferido, em comparação com 22% que escolheram o governador da Flórida, Ron DeSantis

    Ex-presidente dos EUA Donald Trump
    Ex-presidente dos EUA Donald Trump 10/06/2023REUTERS/Jonathan Drake

    Jason Langeda Reuters Por Jason Lange, da Reuters

    As acusações criminais federais contra Donald Trump fizeram pouco para mudar a opinião dos norte-americanos sobre o ex-presidente, com base em uma nova pesquisa Reuters/Ipsos concluída nesta segunda-feira (12) que mostra que ele mantém uma liderança dominante na corrida pela indicação presidencial republicana.

    A pesquisa, que começou na sexta-feira (9), um dia depois de Trump anunciar que seria investigado, constatou que 62% dos entrevistados, incluindo 91% dos democratas e 35% dos republicanos, disseram ser crível que Trump armazenou documentos confidenciais ilegalmente em sua casa em Flórida.

    Mas 81% dos republicanos disseram que as acusações contra ele tinham motivação política.

    A notícia não pareceu prejudicar a posição de Trump na disputa de indicação republicana para a eleição presidencial de 2024. As acusações específicas, incluindo obstrução da Justiça, tornaram-se públicas na tarde de sexta-feira, quando a abertura do processo foi revelada.

    Cerca de 43% dos autodenominados republicanos disseram que Trump era seu candidato preferido, em comparação com 22% que escolheram o governador da Flórida, Ron DeSantis.

    No início de maio, Trump liderava DeSantis por 49% a 19%, mas isso foi antes de DeSantis entrar formalmente na corrida.

    O restante do campo republicano, que inclui o ex-vice-presidente Mike Pence, que declarou sua candidatura na semana passada, teve níveis de apoio de um dígito.

    Trump voou para Miami nesta segunda-feira para enfrentar acusações federais de guardar ilegalmente documentos de segurança nacional dos EUA e mentir para as autoridades que tentaram recuperá-los. Ele declarou sua inocência e prometeu continuar sua campanha para reconquistar a Presidência nas eleições de novembro de 2024.

    Ele é o primeiro ex-presidente ou atual presidente a enfrentar acusações criminais, mas especialistas jurídicos dizem que isso não o impede de concorrer à Presidência — ou assumir o cargo mesmo que seja considerado culpado.

    Autoridades republicanas, incluindo muitos rivais pela indicação do partido, disseram que as acusações contra Trump cheiram a hipocrisia, citando documentos classificados encontrados na casa do presidente Joe Biden em Delaware.

    Não está claro se Biden, um democrata, enfrentará uma ação legal. O índice de aprovação de Biden ficou em 41% na semana passada, próximo ao nível mais baixo de seu mandato. Trump tinha um índice de aprovação de 40% neste ponto em seu governo de 2017-2021.

    Na pesquisa Reuters/Ipsos, apenas 20% dos republicanos achavam que Biden e Trump estavam sendo tratados com justiça, em comparação com 77% dos democratas.

    A pesquisa incluiu respostas de 1.005 adultos em todo o país e teve um intervalo de credibilidade, uma medida de precisão, de 4 pontos percentuais para todos os norte-americanos em idade de votar e entre 6 e 7 pontos percentuais para os republicanos.