Vale diz que 35 de 39 trabalhadores foram resgatados em mina no Canadá

Os demais funcionários estão sendo retirados, de acordo com comunicado divulgado pela companhia

Da CNN

Bruno Villas Bôas, do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

A mineradora Vale informou que 35 dos 39 trabalhadores que estavam presos em uma mina subterrânea em Sudbury, no Canadá, voltaram à superfície. Os outros quatro funcionários estão sendo retirados.

Segundo a empresa, os 35 saíram da mina por um sistema de escada de saída secundária, por causa dos danos na saída primária.

“Durante a subida, os empregados estão em contato e recebendo suporte de uma equipe formada por 15 pessoas da Vale e da Ontario Mine Rescue, que estão supervisionando a ação de resgate. Estamos disponibilizando suporte médico imediato no local para os empregados, que chegaram saudáveis à superfície e estão ansiosos para voltar para casa e para suas famílias”, disse a Vale em nota.

No domingo, 39 funcionários ficaram presos de 900 a 1.200 metros de profundidade na mina Totten, em Sudbury, Ontário, após uma pá escavadeira ter se desprendido, bloqueando um acesso e tornando indisponível o meio de transporte dos empregados — um elevador.

Segundo a Vale, os empregados estavam na mina no momento do incidente e imediatamente dirigiram-se às estações de refúgio como parte do procedimento padrão.

“Não há relato de ferimentos e eles têm tido acesso à água e comida”, informou a mineradora.

Os funcionários estão sendo retirados desde domingo (26) à noite.

“Resgatar os empregados de forma segura e rápida é nossa prioridade número um”, acrescentou a empresa.

No primeiro semestre deste ano, a mina de Totten produziu 3.600 toneladas de níquel, segundo a Vale.

A produção na mina está temporariamente suspensa e a companhia avalia medidas necessárias para retomada da produção.

Mais Recentes da CNN