Waack: Após perder motor, avião não iniciou descida e ficou totalmente sem controle

Falha no motor direito do Boeing-737, da China Eastern Airlines, provocou perda de controle direcional do avião, que se transformou em perda completa logo em seguida; motivos da queda são investigados

William Waack

em São Paulo

Ouvir notícia

Uma investigação está andamento para esclarecer a queda brusca e de bico do jato Boeing-737, da China Eastern Airlines, que transportava 132 pessoas e sofreu o acidente na segunda-feira (21). Não houve sobreviventes.

Momentos antes da queda em solo chinês, o piloto avisou sobre a perda do motor direito, o que provocou um desvio de alguns graus da aeronave.

Por um princípio de física, o avião precisava começar a descer, já que perdeu metade da potência e não poderia conseguir voar naquela altitude. Se tentasse, a velocidade diminuiria até que ele perdesse a perda de sustentação.

Houve a perda de controle direcional do avião, que se transformou em uma perda completa logo em seguida. Os motivos deverão ser investigados.

Uma das dúvidas que os investigadores terão que resolver é por que o avião não iniciou a descida imediatamente — há direcionamentos junto à cabine de controle que dão exatamente quais altitudes devem ser consideradas em casos como este.

Mais Recentes da CNN