Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Advogado de bicheiro Rogério Andrade deixa o caso

    Na semana passada, contraventor conseguiu vitória no STF para retirar tornozeleira eletrônica

    Elijonas Maiada CNN

    O advogado André Callegari deixou a defesa do bicheiro carioca Rogério Andrade. O comunicado foi endereçado ao ministro Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), no sábado (20).

    O advogado informou no comunicado de renúncia ao STF “motivos éticos” e “divergências estratégicas”.

    Callegari foi o advogado responsável pela vitória de Rogério Andrade, na semana passada, com a decisão de Nunes Marques, no STF, que derrubou medidas cautelares, como o uso da tornozeleira eletrônica e obrigações em horários noturnos.

    Na terça-feira (16), Nunes Marques atendeu a um pedido do advogado do contraventor e autorizou a retirada da tornozeleira e o fim do recolhimento noturno. A defesa argumentou que Rogério Andrade cumpriu as restrições impostas pela Justiça e não violou o monitoramento feito pela tornozeleira eletrônica.

    A Procuradoria-Geral da República (PGR), porém, apresentou na sexta-feira (19) recurso ao STF contra a decisão do ministro Nunes Marques.

    Rogério Andrade é patrono da escola de samba Imperatriz Leopoldinense e explora o jogo do bicho na Zona Oeste do Rio e em Angra dos Reis.

    Ele responde a processos relacionados com a Operação Calígula, que investiga a atuação de uma organização criminosa para favorecer negócios ilegais dos envolvidos no esquema.