Auxiliar de enfermagem é afastada por suspeita de não aplicar dose de vacina

Idoso de 67 anos gravou a vacinação e percebeu que líquido não foi injetado; caso ocorreu em Campo Limpo Paulista

Seringa com a vacina foi encontrada na caixa de descartes em Campo Limpo Paulista
Seringa com a vacina foi encontrada na caixa de descartes em Campo Limpo Paulista Foto: Prefeitura de Campo Limpo Paulista

Gregory Prudenciano e Julyanne Jucá, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Uma auxiliar de enfermagem da prefeitura de Campo Limpo Paulista, no interior de São Paulo, foi suspensa após ter sido acusada de não aplicar uma dose da vacina AstraZeneca contra a Covid-19 em um idoso de 67 anos. A aplicação foi filmada e gerou a abertura de um boletim de ocorrência por parte da própria prefeitura. 

O incidente aconteceu na manhã de sábado (8), em ginásio da cidade onde ocorria a vacinação contra a Covid. No vídeo, que circula nas redes sociais, é possível ver que a auxiliar fura o braço do idoso com a agulha da seringa, mas não pressiona o êmbolo. 

Depois de ver o vídeo, o idoso voltou ao local de vacinação e procurou a coordenação de Vigilância Sanitária, alegando que haviam injetado “ar” nele, conforme relato do boletim de ocorrência. Profissionais de saúde do município então vistoriaram as caixas de descarte e encontraram uma seringa ainda com líquido dentro, que foi levada à polícia para registro. 

Além de afastar a profissional, a prefeitura de Campo Limpo Paulista instaurou inquérito de crime contra a administração pública e de crime contra a saúde pública. “Daremos andamento para que as medidas legais sejam cumpridas e já estamos em processo de abertura de sindicância interna”, escreveu a prefeitura em sua página no Facebook. 

Mais Recentes da CNN