Bolsonaro fala em reconstrução após enchentes na Bahia e em Minas Gerais

Presidente fez sobrevoo no sul da Bahia e reforçou que governo vai liberar FGTS para afetados pelas chuvas

Flávia Tavaresda CNN

Ouvir notícia

O presidente Jair Bolsonaro deu uma entrevista coletiva no aeroporto de Porto Seguro (BA) sobre os estragos causados pelas chuvas no estado da Bahia e de Minas Gerais.

“Acabamos de sobrevoar a parte da região Sul da Bahia, onde pudemos ver os estragos proporcionados pelas chuvas. Alguns municípios bastante afetados, como Itamaraju, por exemplo. Num primeiro momento, quando soubemos do ocorrido, além de contatarmos os prefeitos, nós providenciamos a liberação do FGTS“, disse o presidente.

“Os prefeitos, de forma bastante rápida, decretaram estado de calamidade. O ministro Rogério Marinho acolheu, reconheceu, publicou no Diário Oficial da União (DOU) e aguardamos agora os prefeitos informarem se a região atingida foi todo o município ou só parte dele”, acrescentou Bolsonaro.

O presidente está acompanhado do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho; o da Cidadania, João Roma; o da Saúde, Marcelo Queiroga; e o titular do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno.

O presidente informou que acionou o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, “para começar em no máximo cinco dias a pagar as parcelas de até R$6.200 do fundo de garantia e tempo de serviço”.

Ministro compartilha foto de áreas afetadas pela enchente em Minas Gerais e Bahia / Reprodução / Ministro Rogério Marinho

“No mais, estamos dando apoio também da polícia rodoviária federal, todos os nossos ministérios, obviamente, Defesa Civil”, concluiu Bolsonaro.

Marinho informou que os R$ 5,8 milhões liberados pelo governo federal em apoio aos municípios atingidos por fortes chuvas na Bahia “são para apenas 5 cidades”. “Nós estamos com mais 9 planos de trabalho em análise e tem 24 municípios aqui do estado da Bahia aptos a apresentar projetos de enfrentamento e emergenciais. Então os R$ 6 milhões são apenas o início desse processo. Tem depois toda a área de reconstrução”, completou o ministro.

Chuvas

Na Bahia, são 25 cidades em situação de emergência por um decreto estadual. Já o governo federal reconheceu o estado de emergência em 17 municípios baianos.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, os municípios afetados no extremo sul são: Eunápolis, Guaratinga, Itabela, Itamaraju, Itanhém, Jucuruçú, Medeiros Neto, Mucuri, Prado, Porto Seguro, Santa Cruz Cabrália, Teixeira de Freitas e Vereda.

No sul do estado foram atingidas as cidades de Mascote, Itacaré, Itabuna, Ilhéus, Canavieiras, Camacan e Belmonte.

O volume da água derrubou pontes e estragou casas. Já é o quinto dia da força tarefa para tentar amenizar os danos e ajudar as famílias.

Algumas áreas estão isoladas por estarem ilhadas e só é possível a visita via helicóptero.

Ministro compartilha foto de áreas afetadas pela enchente em Minas Gerais e Bahia / Reprodução / Ministro Rogério Marinho

No município de Itamaraju, três pessoas morreram na mesma casa. Um tio e dois sobrinhos ficaram soterrados.

Somente na cidade, segundo informações do Comandante Marquezine, a estimativa é de que cerca de 3,7 mil pessoas estejam desabrigadas e aproximadamente 70 mil pessoas tenham sido impactadas. A superintendência de desenvolvimento não passou números gerais.

A previsão é que o volume de chuva diminua no início desta semana.

*Com informações de Ingrid Oliveira e Silvana Freire

Mais Recentes da CNN