Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Chuva alaga diversos pontos de Salvador; garagem desaba e deixa uma pessoa ferida

    Em sete dias, já choveu mais do que a média histórica para todo o mês de abril na capital baiana; moradores de 14 comunidades precisaram deixar suas casas

    Camila Tíssiada CNN

    Como esperado pela previsão, o último final de semana e esta segunda-feira (8) foram marcados por fortes chuvas em Salvador. De acordo com a Defesa Civil de Salvador (Codesal), somente nos primeiros sete dias de abril, o segundo mês mais chuvoso na capital baiana, já foram registrados em alguns bairros, expressivos acumulados superiores à média histórica de todo o mês, de 284,9mm, o que acaba gerando transtornos e prejuízos para população.

    Nesta madrugada, um deslizamento de terra, no bairro dos Barris, no Centro de Salvador, deixou uma pessoa ferida. Ainda segundo a Codesal, a garagem de um edifício cedeu e alguns veículos acabaram despencando. A estrutura, que conta com quatro pavimentos, fica superior à unidade da Superintendência de Trânsito de Salvador, e o órgão precisou suspender o atendimento, pois a área foi completamente evacuada e isolada.

    Seguindo o protocolo do Plano de Prevenção de Defesa Civil (PPDC), a Codesal acionou, no começo desta tarde, as 14 sirenes do Sistema de Alerta e Alarme instaladas em 14 áreas de risco prioritárias em Salvador. Quando isso acontece, os moradores dessas comunidades precisam abandonar suas casas e são conduzidos a uma unidade de acolhimento localizada em escolas do município, onde ficam abrigadas até a cessação do risco.

    O órgão já havia emitido um alerta máximo, nesse domingo (7), por conta do acumulado de chuvas acima de 150 milímetros nas últimas 72 horas na capital baiana.

    Entre deslizamento de terra, imóveis alagados, queda de árvores e outras ocorrências, o órgão já recebeu mais de 260 solicitações de emergência. As ruas também ficaram completamente alagadas em diversos pontos da capital.

    Ainda por conta do mar agitado e condições adversas de navegação na Baía de Todos os Santos, a travessia Salvador/Mar Grande foi suspensa desde o domingo, assim como as escunas de turismo, por recomendação da Capitania dos Portos da Bahia. A Associação dos Transportadores Marítimos da Bahia (Astramab) informa que ainda não há previsão para a retomada das operações e que qualquer atualização será divulgada em novo boletim.

    A previsão é a de que as chuvas continuem, o que exige atenção da população.