Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Cidade de São Paulo registra 91,7% da chuva esperada para o mês; fim de semana pode ter pancadas isoladas

    A semana segue com sol entre nuvens e sensação de ar abafado, com chuvas isoladas pela tarde e sensação de ar abafado

    Pedestres se protegem da chuva nas proximidades da Estação Vila Sônia- Linha Amarela do Metrô, em São Paulo.
    Pedestres se protegem da chuva nas proximidades da Estação Vila Sônia- Linha Amarela do Metrô, em São Paulo. Ronaldo Silva/Photopress/Estadão Conteúdo

    Da CNN

    São Paulo

    O banco de dados do Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE), da Prefeitura de São Paulo, aponta que março acumulou 162,9mm de chuva até o momento, o que equivale a 91,7% dos 177,6mm esperados para todo o mês. O retorno de tempestades isoladas deve ocorrer na tarde deste sábado (18) na cidade.

    Segundo a meteorologista Mariana Pallotta, do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), as chuvas persistentes deixam os rios mais cheios e as encostas mais úmidas, aumentando o risco de alagamentos e inundações nesta época do ano.

    “No começo de abril, há indícios de uma estação mais seca”, apontou a especialista.

    São Paulo deve receber neste fim de semana, sábado (18) e domingo (19), chuva de forma rápida e isolada principalmente no período da tarde, segundo a CGE.

    A madrugada deve registrar temperaturas por volta de 18ºC. A máxima prevista é de 28°C durante o dia e taxas mínimas de umidade do ar por volta dos 40%.

    A semana segue com sol entre nuvens e sensação de ar abafado, com chuvas isoladas pela tarde e sensação de ar abafado.

    Reservatórios

    Os principais reservatórios da Sabesp que abastecem São Paulo e a região metropolitana ganharam volume com as chuvas das últimas semanas. Confira abaixo a situação de cada um deles. Dados atualizados até sexta-feira (16).

    Cantareira – 79,2%

    Alto Tietê – 73,9%

    Guarapiranga – 86,9%

    Cotia – 101,1%

    Rio Grande – 102,9%

    Rio Claro 43,4%

    São Lourenço – 99,2%

    (Publicado por Gustavo Zanfer, da CNN)