Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Corpo de fã de Taylor Swift é velado no MS

    Ana Clara Benevides morreu após passar mal durante show Taylor Swift no RJ. No dia, a capital fluminense bateu recorde de sensação térmica com 59,3°C.

    Ana Benevides, de 23 anos, morreu durante show de Taylor Swift no RJ
    Ana Benevides, de 23 anos, morreu durante show de Taylor Swift no RJ Reprodução/Instagram

    Marcia BarrosElis Francoda CNN

    Ouvir notícia

    O corpo de Ana Clara Benevides, de 23 anos, morta na noite de sexta-feira (17), após passar mal durante o primeiro show de Taylor Swift no Brasil, é velado na Câmara Municipal de Sonora, no interior do Mato Grosso do Sul.

    O velório da estudante de psicologia começou no inicio da noite. A primeira hora foi fechada apenas para parentes e amigos próximos. Durante toda a madrugada o local estará aberto para o publico se despedir de Ana Clara. Às 5 da manhã o cortejo funebre se dirige para a cidade de Pedro Gomes, cidade natal da fã de Taylor Swift, onde deve ser sepultada as 09h00.

    Corpo de Ana Clara Benevides é velado na Câmara de Sonora (MS)
    Câmara Municipal de Sonora (MS) prepara para despedida de Ana Clara Benevides / Arquivo Pessoal

    O caso

    Ana Clara era natural da cidade de Sonora, no interior do Mato Grosso do Sul, e estudava Psicologia na Universidade Federal de Rondonópolis (UFR). Viajou pela primeira vez de avião para ver Taylor Swift. Segundo uma amiga que estava com ela, a universitária passou mal logo no início do show e desmaiou.

    A jovem foi socorrida no posto de atendimento dentro do Estádio Nilton Santos, o Engenhão, e foi posteriormente encaminhada ao Hospital Municipal Salgado Filho, onde foram feitas manobras de reanimação, mas ela não resistiu.

    No dia do show em que Ana Clara morreu, a capital fluminense registrou 39,1°C e bateu recorde de sensação térmica com 59,3°C.

    Em nota, a T4F disse que realizou contato com a família via equipe de assistência social. “Respeitamos o direito de privacidade da família e dos amigos neste momento de dor e luto que não quiseram falar conosco. Reforçamos que continuamos com o canal de contato aberto com a família e solidários neste momento difícil ficamos à disposição para dar toda a assistência necessária”, completa a nota.

    CNN também entrou em contato com a Universal Music, gravadora de Taylor Swift, e com a assessoria da cantora, e aguarda retorno.

    O governo federal notificou a T4F, produtora responsável pelos shows de Taylor Swift no Brasil, a prestar esclarecimentos à Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) sobre a morte da fã.

    No sábado (18), um dia após a morte de Ana, o Ministério da Justiça determinou que fosse autorizada a entrada com garrafas de água em shows e a disponibilização gratuita da bebida em casos de alta exposição ao calor. O governo e a Prefeitura do Rio também anunciaram medidas para mitigar os riscos durante o show devido ao clima.

    O show de sábado (18) foi adiado para esta segunda (20) por conta do calor. Ontem (19), Taylor se apresentou para mais de 60 mil pessoas no Engenhão, e não mencionou a morte da fã. Ainda nesta semana, ela faz três shows em São Paulo, no Allianz Parque, e finaliza a passagem da The Eras Tour pelo Brasil.

    Mais Recentes da CNN