Discurso de Lula, pesquisa CNN sobre eleição 2022 e mais notícias de 10 de março

5 Fatos Tarde, apresentado por Evandro Cini, repercute principais notícias do Brasil e do mundo

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O discurso do ex-presidente Lula em São Bernardo do Campo, a pesquisa da CNN/Instituto Real Time Big Data sobre intenções de voto nas eleições presidenciais de 2022 e os números das ocupações de leitos de UTI por Covid-19 no país estão entre os destaques do 5 Fatos Tarde desta quarta-feira, 10 de março de 2021.

Lula discursa em SBC

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) falou hoje pela primeira vez após ter condenações na Operação Lava Jato anuladas. Lula se tornou elegível após decisão no ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF). A entrevista coletiva aconteceu no Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo (SBC). 

Pesquisa eleitoral

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) aparece na liderança das intenções de voto em pesquisa realizada pela parceria CNN/Instituto Real Time Big Data sobre as eleições presidenciais de 2022. O levantamento indica Bolsonaro com 31% dos votos, 10 pontos percentuais a mais que o segundo colocado, o ex-presidente Lula (PT). A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Ocupação de UTIs

Quase metade dos estados brasileiros registra colapso no sistema de internação nesta quarta-feira. Ao todo, são 12 estados e o Distrito Federal com taxas de ocupação de UTIs acima de 90%. O levantamento feito pela CNN junto às secretarias estaduais de Saúde revela que 21 estados ultrapassam a taxa de 80% em leitos de UTI e de enfermaria.

Fórum dos Governadores

O Fórum Nacional dos Governadores divulgou hoje o pacto federativo para tentar impedir o avanço recorde de casos e mortes provocados pela Covid-19. O documento assinado por 21 governadores traz três medidas: expansão da vacinação por meio de contratos com mais fornecedores; apoio as medidas preventivas como uso de máscara e desestímulo às aglomerações; e a ampliação de leitos de UTI.

Pedido de ajuda à China

Diante da possibilidade de interrupção da vacinação, por causa da escassez de doses, o governo brasileiro pediu ajuda à embaixada da China para obter 30 milhões de doses da vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinopharm. O ofício foi enviado pelo secretário executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco ao embaixador da China, Yang Wanming. Aos analistas da CNN, o porta-voz da embaixada da China disse que vai intermediar conversas entre o laboratório e a pasta.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

Mais Recentes da CNN