Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Imagens da necropsia mostram quantidade de plástico ingerida por tartaruga que morreu em SC; veja

    Animal chegou ao laboratório de zoologia da Universidade do Estado de Santa Catarina com vida, mas não resistiu

    Necropsia mostra grande quantidade encontrada no estômago e intestino de uma tartaruga-verde
    Necropsia mostra grande quantidade encontrada no estômago e intestino de uma tartaruga-verde Reprodução/Facebook

    Flávio IsmerimGabriele Kogada CNN

    Em São Paulo

    Uma tartaruga-verde (Chelonia mydas) morreu após chegar debilitada ao laboratório de zoologia da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). As imagens da necropsia mostram que o animal estava com uma grande quantidade de material plástico alojada no estômago e intestino.

    Ela chegou com vida à Unidade de Estabilização de Animais Marinhos da Udesc — localizada no município catarinense de Laguna —, que integra o Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), mas não resistiu um dia.

    As imagens da necropsia foram divulgadas pelo projeto em sua página oficial no Facebook. Na publicação, a unidade de Laguna do PMP-BS alerta para a quantidade de fragmentos de plástico encontrada no sistema digestivo da tartaruga e afirma que situações como essa tem se tornado cada vez mais frequentes.

    “São desalentadoras essas situações que tem se tornado cada vez mais frequentes”, diz o texto de uma das imagens.

    Animal chegou com vida à Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), mas não resistiu um dia / Reprodução/Facebook