Inquérito das fake news, despedida no STF e mais da noite de 1º de julho

5 Fatos Noite, apresentado por Carol Nogueira, repercute as principais notícias do Brasil e do mundo

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A investigação sobre fake news, o depoimento de Luiz Paulo Dominguetti à CPI da Pandemia e a despedida do ministro Marco Aurélio Mello do STF são alguns dos destaques da noite desta quinta-feira, 1º de julho de 2021.

Fake news

O ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes mandou investigar uma suposta organização criminosa de fake news. Ele também atendeu em parte o pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras, de arquivar o inquérito sobre atos antidemocráticos.

Propina na compra de vacinas

A CPI da Pandemia ouviu Luiz Paulo Dominguetti, vendedor que intermediou uma negociação da empresa Davati com o Ministério da Saúde sobre a compra de vacinas. Dominguetti disse que Roberto Dias, ex-diretor de logística do Ministério da Saúde, pediu propina de US$ 1 por dose do imunizante que fosse vendida ao governo.

Sem clima

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), foi questionado nesta quinta-feira (1º) sobre o “superpedido” de impeachment protocolado contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Lira voltou a falar que impeachment não se faz em cima de discurso, mas em cima de materialidade e disposição política – o que, segundo ele, não existe no momento.

Voto impresso

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que três ministros do Supremo Tribunal Federal estão articulando para barrar o voto impresso nas próximas eleições, e que, se nada for feito, o Brasil terá problemas no ano que vem.

Despedida

Durante o discurso de despedida ao ministro Marco Aurélio Mello — que se aposenta no próximo dia 12 — o ministro Dias Toffoli reforçou a confiança na urna eletrônica. Toffoli disse que a história comprova a credibilidade do sistema.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

(Publicado por Daniel Fernandes)

Mais Recentes da CNN