Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Mãe de Filipe Pontes admite briga entre irmãos, mas nega ter sido agredida

    O humorista foi preso em flagrante no dia 31 dezembro; boletim de ocorrência foi registrado como violência doméstica, ameaça, injúria e vias de fato

    Humorista Filipe Pontes
    Humorista Filipe Pontes Reprodução / Youtube

    Isabela FilardiLuana Cataldida CNN

    Em São Paulo

    A mãe do humorista Filipe Pontes, que foi preso em flagrante no sábado (31) após agredi-la, desmentiu que Felipe tenha batido nela e afirmou que a briga era com o irmão.

    De acordo com a declaração da mulher, o humorista chegou em casa alcoolizado e teve uma briga com seu irmão mais novo, mas nunca teve o intuito de agredir a mãe. “Como mãe fui apartar, entrei no meio e fui empurrada. Tivemos uma briga como toda família tem”.

    “Se fosse uma pessoa desconhecida, seria tratado como assunto de família e pronto. Como o Filipe é conhecido, fizeram um alarde em cima do nome dele”, declarou.

    Em nota, o humorista afirmou que foi uma briga familiar entre irmãos, “nada de mais”.

    “Olá, gente, aqui é o Filipe Pontes! Então, rápido e breve: foi realmente uma discussão familiar entre mim e meu irmão, não sei de onde tiraram que agredi a minha mãe! Isso não faz partes dos meus princípios, quem faz isso nem ser humano é, mas tá tudo tranquilo comigo, minha mãe e irmão fizemos as pazes já na virada, mas agradeço o carinho de quem realmente é do bem! Abraços”

    O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) também emitiu uma nota alegando que Pontes foi solto após prisão, mas com imposição de medidas cautelares.

    “Foi concedida a liberdade provisória a Filipe Pontes com imposição de medidas cautelares, consistentes na proibição de se aproximar das vítimas e manter com elas contato por qualquer meio de comunicação, bem como as obrigações de comparecer a todos os atos do processo para os quais for intimado, não mudar de residência sem comunicar o juízo e não se ausentar da comarca sem autorização judicial, sob pena de restabelecimento da prisão”.

    A ocorrência foi registrada na Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Ribeirão Preto, no dia 31 de dezembro. O irmão de Pontes, de 21 anos, também consta como vítima no boletim de ocorrência, registrado como violência doméstica, ameaça, injúria e vias de fato.