Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Novo sistema de alertas de desastres deve ser implantado até dezembro

    Usuários vão receber mensagens de texto sobrepostas ao conteúdo acessado no celular

    Catarina Nestlehnerda CNN*

    Um novo sistema de notificação de alertas de riscos de desastres naturais deverá ser implantado em nível nacional até dezembro deste ano. O conteúdo passará a ser enviado em formato “pop-up”, sobreposto ao conteúdo acessado no celular.    

    A depender do tipo de emergência, a mensagem poderá acionar um sinal sonoro no celular, mesmo se estiver no modo silencioso. O serviço é gratuito e informa previamente sobre a ocorrência de desastres naturais com potencial de riscos à população.   

    A nova funcionalidade está sendo coordenada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) que já fez testes e confirmou o funcionamento técnico. Porém, a implementação será feita somente após outros testes práticos iniciais. 

    Um planejamento de dez cidades, de menor tamanho, já existe para início dos testes com a população. O critério de escolha inclui regiões com maior incidência histórica de situações de emergência.  

    Segundo a Anatel, as redes de telecomunicações móveis das operadoras Claro, Tim, Vivo e Algar, com tecnologias 4G e 5G, se encontram preparadas para a nova solução de alertas de emergência.

    O objetivo é complementar e auxiliar as ações dos órgãos de Defesa Civil na prevenção de impactos ocasionados por desastres naturais alertando os cidadãos que estejam em localidades de risco sobre a iminência de eventos como alagamentos, enxurradas, deslizamentos de terra, vendavais e chuvas de granizo.   

    A Anatel alertou, contudo, para o risco de utilização indevida como conteúdos de desinformação, ou mesmo para situações climáticas não severas e sugeriu treinamento adequado e um plano de comunicação com a população dos municípios. 

    Diferenças do sistema atual 

    Atualmente, já existem ferramentas para o envio de alertas com notificações via SMS. Porém, é necessário que o usuário faça um cadastro prévio e indique um CEP de interesse.  

    Com a nova solução esse pré-cadastro será desnecessário e serão enviados os alertas de emergência para todos os celulares que estejam ou entrem na região em risco além de serem recebidas quase que instantaneamente, diferentemente do sistema de SMS atual. 

    O conteúdo desses alertas continuará sob a responsabilidade dos órgãos competentes, como a Defesa Civil com possibilidade de escolha de diferentes modos de alerta como sinais sonoros, vibrações no smartphone e confirmação de visualização.  

    Alertas via TV por assinatura 

    Os assinantes de TV por assinatura receberão também a mensagem de alerta em formato de um ”pop-up” (imagem sobreposta à tela) com duração de dez segundos. O usuário não precisa realizar cadastro para receber as notificações de emergência. 

    O formato do ”pop-up” e a opção de fechá-lo podem variar de acordo com a prestadora, o modelo do equipamento (decodificador) e o plano contratado. Além disso, não é possível cancelar o recebimento desses alertas. 


    * Sob supervisão