ONG ajuda mil famílias que perderam renda durante a pandemia no Rio de Janeiro

Bees of Love foi criado em 2019, e intensificou ações de distribuição de alimentos com a crise sanitária e econômica trazida pela Covid-19

Instituto distribui mais de mil cestas básicas a moradores da comunidade da Rocinha, no Rio de Janeiero
Instituto distribui mais de mil cestas básicas a moradores da comunidade da Rocinha, no Rio de Janeiero Foto: Divulgação/Instituto Bees of Love

Camille Couto e Elis Barreto, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Um projeto do Instituto Bees of Love distribui neste sábado (14) mais de mil cestas básicas para famílias moradoras da Rocinha que perderam renda e emprego durante a pandemia do Coronavírus. Com isso, já são cinco mil cestas entregues à comunidade em três meses. 

A distribuição é feita apenas para quem está previamente cadastrado, e vai até o fim do dia, de forma escalonada, para que se evitem aglomerações. De acordo com o instituto, a seleção de moradores tem focado em três áreas da Rocinha: Roupa Suja, Roça e Vila Verde. 

O mapeamento dos moradores mais vulneráveis foi feito com o auxílio de lideranças locais. São, em geral, pessoas que perderam emprego e renda com a pandemia da Covid-19, aponta a fundadora e presidente do Bees of Love, Georgia Buffara. 

“Para nós, é uma alegria imensa conseguir concluir essa campanha contra a fome na Rocinha. Com esta, são cinco entregas de alimentos em apenas três meses, e cerca de 5 mil pessoas beneficiadas diretamente, com comida na mesa: arroz, feijão, macarrão. É gente que não iria almoçar e jantar, e agora vai. Isso é um grande feito, só possível com a dedicação dos nossos voluntários e a solidariedade dos doadores”, diz Georgia. 

O Bees of Love foi criado em agosto de 2019, no Rio de Janeiro, por um grupo de mulheres disposto a apoiar pessoas em risco social e instituições públicas. O grupo intensificou ações durante a pandemia e já entregou cerca de 30 mil quentinhas a pessoas em situação de rua, no centro e na zona sul, além de cobertores e kits de higiene.

Mais Recentes da CNN