MG: Ônibus despencou de altura de 34 metros e ainda colidiu duas vezes no chão

As informações foram divulgadas durante coletiva de imprensa da Polícia Civil do Estado Minas Gerais (PCMG) neste sábado, 05

Giulia Alecrim,

da CNN Brasil

Ouvir notícia

O acidente envolvendo um ônibus de turismo na tarde da sexta-feira (4), próximo à cidade de João Monlevade (cerca de 110 quilômetros de Belo Horizonte), que deixou 18 mortos e 23 feridos, ocorreu após o veículo cair de uma altura de 34,5 metros na Ponte Torta, que passa sobre o Rio Piracicaba.

Os detalhes do acidente foram divulgados durante coletiva de imprensa da Polícia Civil do Estado Minas Gerais (PCMG) neste sábado (5).

“O veículo estava subindo durante o trecho e iniciou movimento em marcha ré devido a uma inclinação da própria via. Esse veículo desceu sem controle, ultrapassou a faixa e transitou pela lateral esquerda da ponte. O primeiro impacto ocorreu a 26 metros de altura, com a colisão traseira do veículo. Em seguida, o ônibus girou e teve uma segunda colisão de forma frontal”, informou a perita criminal Daniella Rodrigues Caldas Leite, da PCMG.

Leia também
Socorrista voluntário narra momento do resgate do acidente de ônibus em MG
Acidente em MG: família busca informações e encontra empresa fechada em SP

Exames complementares ainda estão sendo analisados para verificar se houve uma possível falha mecânica ou excesso de velocidade.

A Polícia Civil não confirma se houve, de fato, uma colisão entre o ônibus e um caminhão no km 350 da rodovia BR-381, ou se uma possível obra a alguns metros do local do acidente poderia ter sido um agravante.

Segundo a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a JS Turismo, que tem contrato de arrendamento com a Localima Turismo, não tinha registro para o transporte de passageiros e operava com uma autorização liminar provisória.

O veículo havia partido da cidade de Santa Cruz do Deserto, um povoado de Mata Grande, em Alagoas, às 9h de quinta-feira (3). O destino seria a capital paulista, na madrugada desse sábado (05).

A polícia ainda trabalha na identificação das vítimas do acidente e, até o momento, reconheceu apenas três delas. Outras 16 pessoas permanecem hospitalizadas em Belo Horizonte.

Todas as vítimas teriam falecido de traumatismo contuso, comum em acidentes de trânsito. O ônibus transportava dois motoristas, sendo que um morreu no local e outro permanece desaparecido.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), ele teria pulado do ônibus antes mesmo do carro desabar, e deixado o local às pressas. A Polícia Civil não confirma a informação.

Alto número de acidentes na rodovia

Em entrevista à CNN, Pedro Aihara, tenente do Corpo de Bombeiros do Estado de Minas Gerais, afirmou que a rodovia onde aconteceu a tragédia apresenta um alto número de acidentes.

“A BR-381 infelizmente é uma das rodovias onde temos um número bastante alto de óbitos e acidentes”, explicou.

Levantamento da CNN mostra que a rodovia BR-381 registrou 152 mortes em 133 acidentes em 2020, de acordo com dados da Polícia Rodoviária Federal.

O ônibus envolvido no acidente já havia recebido uma multa por transitar 20% acima da velocidade permitida na mesma rodovia no dia 31 de outubro.

Outras duas autuações também foram registradas em Minas Gerais: deixar de adentrar em área destinada à pesagem de veículos, em 18 de janeiro de 2020;  condução com registrador de velocidade viciado ou defeituoso, em 25 de setembro de 2020

Ônibus cai de ponte em Minas Gerais
Ônibus cai de ponte em Minas Gerais
Foto: Reprodução/CNN (04.dez.2020)

 

Mais Recentes da CNN