Parques de São Paulo devem reabrir com restrições a partir da próxima semana

Áreas verdes funcionarão em horário reduzido e somente durante a semana; esportes coletivos continuam proibidos

Débora Freitas, da CNN em São Paulo

Ouvir notícia

Os 107 parques municipais de São Paulo poderão reabrir de segunda a sexta-feira, em horário reduzido e com metade dos portões fechados. A Prefeitura deve divulgar nesta sexta-feira (10) o protocolo completo de reabertura e a expectativa é que a população já possa voltar a frequentar os parques na próxima segunda-feira (13).

Só será autorizado o acesso para algumas atividades e, nesse primeiro momento, ciclismo, corrida e caminhada só serão permitidos com uso obrigatório de máscara. Os esportes coletivos continuam proibidos e as áreas de playground vão permanecer fechadas. 

Leia também:

SP tem reabertura tímida de restaurantes; Doria rejeita funcionamento à noite

Não acreditamos que possa haver retrocesso na reabertura em SP, diz Gabbardo

Ainda estão sendo definidos os horários de funcionamento e procedimentos de uso de banheiros e bebedouros.

A administração municipal estuda ainda uma flexibilização maior nos parques que tradicionalmente têm maior circulação de pessoas, como Ibirapuera, na zona sul da cidade, e o Parque do Carmo, na zona leste. 

Após a reabertura, a Prefeitura vai avaliar se, na prática, será possível seguir todos os protocolos de distanciamento social e higienização para definir se aumenta ou não a flexibilização nas próximas semanas.

Os parques da capital foram fechados em 21 de março, após a quarentena decretada no estado e na cidade por causa do novo coronavírus. 

Os parques estaduais urbanos que ficam na cidade de São Paulo vão seguir os protocolos municipais. Já as regras para os chamados parques temáticos e ecológicos terão um regramento específico, que também será divulgado esta semana, de acordo com a situação epidemiológica de cada região do estado de São Paulo.

Mapa com classificação das regiões do estado de São Paulo
Mapa com classificação das regiões do estado de São Paulo
Foto: Reprodução/Governo de São Paulo (3.jul.2020)

 

Mais Recentes da CNN