PF deflagra operação com tráfico de drogas no MA e destrói 95 mil pés de maconha

Ao todo, os agentes incineraram cerca de 32 toneladas do material, entre pés, mudas, sementes e plantas já colhidas

Polícia Federal incinera 95 mil pés de maconha no Maranhão
Polícia Federal incinera 95 mil pés de maconha no Maranhão Foto: Polícia Federal (05.ago.2021)

Rafaela Lara, da CNN, em São Paulo, e Vianey Bentes, da CNN, em Brasília

Ouvir notícia

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quinta-feira (4) uma operação contra o tráfico de drogas na região oeste do estado do Maranhã. A quarta fase operação Fusarium visa a erradicação de plantações de maconha e as ações também ocorreram em Pernambuco e na Bahia, e no Paraguai.

Foram incinerados 95 mil pés de maconha, além de 11.580 mudas e 9 mil sementes da planta encontradas nas terras indígenas do Alto Turiaçu e Alto Rio Guamá, no Maranhão.

Quase 500 quilos de maconha prontos para o tráfico também foram encontrados no local, segundo os agentes. Somando pés, mudas, sementes e plantas já colhidas, a PF incinerou cerca de 32 toneladas do material apreendido.

Segundo a PF, o objetivo da operação é reduzir a produção e oferta de maconha no estado do Maranhão, desarticular a comercialização de drogas na região, identificar os envolvidos, individualizar condutas ilegais e agir na movimentação financeira dos criminosos. 

Para a identificação das plantações ilícitas – localizadas em regiões de mata – foram utilizadas imagens de satélites  do Programa Brasil MAIS. A tecnologia permite o acesso e compartilhamento de imagens diárias de mais de 130 satélites.

Cerca de 75 policiais federais, além de servidores do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Ibama), e de militares do Corpo de Bombeiros Militar Estado do Maranhão participaram da operação. 

Operação Fusarium, da Polícia Federal, no estado do Maranhão
Operação Fusarium, da Polícia Federal, no estado do Maranhão
Foto: Polícia Federal

A ação contou ainda com o apoio de três helicópteros, sendo dois da Coordenação de Aviação Operacional da Polícia Federal (CAOP) e um do Ibama. Fusarium, nome dado à operação, é uma alusão a fusariose, uma doença infecciosa causada por um fungo oportunista, o Fusarium spp., que pode ser encontrado no ambiente, principalmente em plantações.

Mais Recentes da CNN