Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Polícia investiga morte de homem após procedimento de ‘peeling de fenol’ em SP

    Henrique Chagas, de 27 anos, morreu após aplicação de produto em clínica estética na zona sul da capital paulista

    Guilherme Gamada CNN São Paulo

    A Polícia Civil investiga a morte de Henrique Chagas, de 27 anos, após ter realizado um procedimento em uma clínica de estética.

    Na tarde desta segunda-feira (03), a Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência na Studio Natalia Becker, no Campo Belo, na Zona Sul de São Paulo. No local, os agentes encontraram o homem já desacordado.

    No estabelecimento, uma equipe do Samu prestava socorros e, apesar das tentativas de reanimação, o homem não resistiu.

    A responsável pela clínica, Natália Becker, de 29 anos, estava presente e informou que havia realizado um procedimento de “peeling facial” —  com aplicação de Alivium 500 mg —, e Henrique teve dificuldade para respirar e pediu ajuda.

    O procedimento custou ao paciente R$ 4,5 mil.

    Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo, afirma que a esteticista está sendo investigada. O caso foi registrado como morte suspeita e investigação corre como homicídio culposo pelo 27º DP.

    No site da clínica, Natália afirma que tem três estúdios, uma unidade Rio de Janeiro e uma em Goiânia, além da em São Paulo. A mulher desativou as redes sociais.

    Uma das testemunhas ouvidas pela polícia afirmou que Natália iniciou o procedimento em Henrique por volta das 10h30 . Em seguida, ele começou a demonstrar mau estado de saúde.

    A Polícia Civil investiga a morte de um homem, de 27 anos, após ter realizado um procedimento em uma clínica de estética. / Reprodução

    A médica que prestou socorro informou que clínicas de estética tem autorização para fazer o procedimento, mas que há riscos que precisam de suporte de saúde.

    Marcelo, namorado de Henrique, disse à polícia que Henrique sempre teve desejo de fazer o procedimento e encontrou a clínica pelas redes sociais. De acordo com ele, não foi feito nenhum teste prévio de alergia.

    A CNN tenta contato com a clínica, mas até então não obteve retorno.