Prefeitura do Rio vai abrir 99,9% das escolas municipais na próxima segunda

De acordo com levantamentos feitos pela secretaria de Educação, 82% dos responsáveis afirmam que vão mandar os filhos para as aulas presenciais

Sala de aula em escola
Sala de aula em escola Foto: Eduardo Matysiak/Futura Press/Estadão Conteúdo

Adriana Freitas, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

 

As escolas da Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro voltam a funcionar com aulas presenciais a partir desta segunda-feira (2/8). A secretaria de Educação garante o cumprimento dos protocolos sanitários determinados pelo Comitê de Enfrentamento à Covid-19. Serão 1.542 escolas abertas – com a retomada do ensino após o recesso de meio de ano. Haverá aulas para estudantes de toda a rede – desde o berçário até o Ensino de Jovens e Adultos, incluindo as Classes Especiais.

De acordo com a prefeitura, as unidades foram adequadas para a volta às aulas presenciais em relação ao cumprimento dos protocolos sanitários e outras ganharam ajustes estruturais também.

 

Assim, 99,9% das unidades da rede municipal de ensino funcionarão com atividades presenciais. Os mesmos protocolos de distanciamento e revezamento aplicados nas salas de aula também serão aplicados nos demais espaços das Unidades Escolares, incluindo os refeitórios.

Apenas uma escola não retomará o ensino presencial nesta segunda. A unidade passa por reforma no telhado e estará apta a receber alunos ainda no mês de agosto. Está unidade tem cerca de 340 alunos. Enquanto isso, o aluno pode continuar no modo remoto de estudo em suas diversas possibilidades. A rede municipal de Educação do Rio é formada por 644 mil estudantes.

É considerada apta ao retorno das aulas presenciais a Unidade Escolar que estiver adequada aos itens do checklist sobre insumos e instalações, que estabelece pontos diversos como: distanciamento seguro, instalações de dispensadores de álcool 70º em gel no prédio ou funcionário aplicando álcool 70º na mão dos alunos, e, entre outras medidas, bebedouros adaptados com torneira para enchimento de copos e garrafas.

A SME já distribuiu 800 mil máscaras descartáveis. Além disso, em maio, foram adquiridas 336 mil máscaras PFF2. Cada profissional da Educação, de merendeira a professor, recebeu 6 máscaras deste modelo, que é considerado por especialistas como um dos mais eficientes na proteção individual.

Aulas pela TV e por aplicativo

O aluno poderá seguir estudando por meio do ensino remoto. Desde o início do ano letivo (8/2), os estudantes da Rede Municipal podem conferir as videoaulas elaboradas e apresentadas por professores da rede municipal. O Rioeduca na TV vai ao ar pelo sinal aberto da TV Escola (canal 2.3) e também pela TV fechada: NET/Claro (canal 15), Claro TV (canal 8), Oi TV (canal 25), Sky (canal 21) e Vivo (canal 7). As videoaulas do Rioeduca na TV também ficam disponíveis no canal da MultiRio no YouTube (www.youtube.com/multiriosme). Além disso, no Portal MultiRio, uma área especial (http://multi.rio/rioeducanatv) reúne informações sobre o Rioeduca na TV, como a programação, e conteúdos relacionados. E os alunos também podem estudar pelo aplicativo de ensino da SME (ver mais detalhes abaixo).

Dados de internet para os alunos

A SME disponibiliza o aplicativo Rioeduca em casa, que pode ser baixado em smartphones dos estudantes e responsáveis, disponível para IOS e Android. O acesso é gratuito, porque a SME está pagando pelos dados de internet para os alunos. Estudantes que não têm equipamentos para acessar a internet ou morem em áreas sem cobertura, vão receber material didático extra impresso e, frequentemente, irão às escolas deixar as atividades didáticas. Caso o aluno tenha alguma dúvida, ela será respondida na próxima vez em que ele for à escola buscar suas atividades didáticas.

Governo do Estado do Rio aposta no ensino híbrido

Já na rede estadual, o ensino híbrido retorna em 69 municípios na próxima segunda-feira, dia 2 de agosto. São 69 municípios fluminenses com autorização para as atividades pedagógicas presenciais.

As unidades dos demais 23 municípios permanecerão com ensino exclusivamente remoto e funcionarão apenas para atividades administrativas, como a retirada de material pedagógico e do kit alimentação, além de entrega de documentos e matrícula de alunos.

As escolas particulares, vinculadas ao sistema estadual de Educação, deverão funcionar seguindo as normativas dos municípios em que estão localizadas, em respeito à autonomia federativa dos entes municipais para fins de instituir protocolos que visem evitar a propagação da Covid-19, conforme entendimento do Supremo Tribunal Federal. Caberá às autoridades de saúde e de Vigilância Sanitária municipais fazer o acompanhamento e a fiscalização do cumprimento dos protocolos sanitários.

Mais Recentes da CNN