Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Rachaduras e deslizamentos interditam bairros em Gramado (RS)

    Após chuvas fortes, centenas de moradores deixaram suas casas e regiões inteiras foram bloqueadas na cidade gaúcha

    Rachaduras interditam casas e bairros inteiros em Gramado (RS)
    Rachaduras interditam casas e bairros inteiros em Gramado (RS) Reprodução/Redes Sociais

    Catarina Nestlehnerda CNN*

    Casas e bairros de Gramado, cidade serrana no Rio Grande do Sul, foram interditados após o aparecimento de rachaduras provocadas pelas intensas chuvas que atingem o estado desde a última sexta (17). Até o momento, as tempestades provocaram cindo óbitos no estado que tem rodovias interditadas e pessoas desabrigadas.

    Segundo atualizações da Prefeitura de Gramado (RS), até a manhã desta quarta-feira (22), apenas a região central não sofreu os reflexos do temporal. Nos bairros de Três Pinheiros, Piratini e Planalto, residências e edificações seguem interditadas e não há previsão de liberação para retorno das famílias ao locais.

    A região de Três Pinheiros está totalmente bloqueada para circulação e permanência de pessoas. Já o bairro de Piratini tem cerca de 23 residências interditadas. Os moradores de um condomínio no bairro Planalto estão foram de suas casas desde sábado (18) devido ao risco de deslizamento de terra, afirmou a prefeitura em nota.

    Para atender os desabrigados um abrigo foi montado no ginásio da Escola Senador Salgado Filho onde 30 pessoas são assistidas.

    As principais vias de acesso à cidade já foram liberadas. As atividades turísticas, comerciais e de eventos, bem como a programação do 38º Natal Luz de Gramado, ocorrem normalmente, uma vez que as chuvas não atingiram a área central do município.

    Situação no RS 

    De acordo com informações da Defesa Civil do Estado, até o início da tarde desta quarta-feira (22), foram registrados 25.479 desalojados e 4.204 pessoas em abrigos públicos.

    Dados verificados de 15 a 22 de novembro registraram 5 óbitos em todo o estado e cerca de 179 municípios reportaram danos ou ocorrências devido aos temporais.

    *Sob supervisão de Elis Franco