São Paulo deve ter chuva forte com possibilidade de calor recorde nesta quinta

Avanço de de frente fria pelo litoral paulista aumenta áreas de instabilidade, intensifica os temporais, mas deve diminuir as temperaturas no final de semana

Chuva em São Paulo no bairro do Jardim Brasil, zona norte da capital.
Chuva em São Paulo no bairro do Jardim Brasil, zona norte da capital. Foto: Roberto Casimiro/Estadão Conteúdo

Léo Lopesda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

A cidade de São Paulo deve registrar altas temperaturas e fortes chuvas nesta quinta-feira (27).

De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE) da Prefeitura de São Paulo, a capital paulista amanheceu nesta quinta com variação de nuvens e sensação de calor.

Os termômetros ficaram, em média, na casa dos 21ºC. Porém, o CGE alerta que o calor deve aumentar ao longo do dia, com previsão para chegar à máxima de 34ºC.

Caso a previsão se confirme, será a maior temperatura do ano para São Paulo. De acordo com a Climatempo, o recorde atual é de 33,8ºC, registrado no dia 23 de janeiro.

” Entre o final da tarde e a noite, a propagação de áreas de instabilidade associadas à aproximação de uma frente fria provoca chuva em forma de pancadas com trovoadas e acompanhadas de rajadas de vento”, alerta o CGE.

Os temporais terão potencial para formar alagamentos.

A partir desta sexta-feira (28), o avanço da frente fria deve intensificar as chuvas e provocar uma virada no tempo. O CGE explica que o dia começará com o céu nublado e sensação de tempo abafado.

“A partir do início da tarde há previsão de pancadas de chuva com moderada a forte intensidade, acompanhadas de rajadas de vento e descargas elétricas. A chuva será generalizada e deve se prolongar para o período da noite”, aponta o CGE.

A tendência será a mesma por todo o final de semana. De acordo com a Climatempo, a previsão de temperatura máxima na capital paulista para o sábado é de 24ºC – 10ºC a menos do que a previsão máxima desta quinta.

Frente fria arrefece onda de calor no Sul

A Climatempo explica que essa frente fria, que chega na altura do Paraná e São Paulo a partir desta quinta-feira (27), quebra o bloqueio atmosférico causado pela massa de ar quente que está estacionada no centro da América do Sul desde meados de janeiro.

Foi essa massa de ar quente que impulsionou a onda de calor vista nos estados do Sul brasileiro. Nesta quarta (26), pela primeira vez em duas semanas, o Rio Grande do Sul não registrou temperaturas iguais ou superiores a 40ºC.

A maior temperatura de quarta foi o município gaúcho de Campo Bom, com 39,5ºC.

“Muitas áreas de instabilidade crescem por todo o Brasil, com a grande disponibilidade de ar quente e úmido sobre o país. Uma grande quantidade de nuvens carregadas se forma, com potencial para provocar chuva forte em quase todos os estados brasileiros”, alerta a Climatempo.

Segundo a Climatempo, há condições para pancadas de chuva com raios em todos os estados brasileiros nesta quinta-feira – principalmente à tarde e à noite. Em 17 capitais e no Distrito Federal há risco de chuva forte.

São elas Porto Alegre, Florianópolis, Curitiba, São Paulo, Rio De Janeiro, Belo Horizonte, Goiânia, Campo Grande, Cuiabá, Fortaleza, Teresina, São Luís, Palmas, Belém, Macapá, Manaus e Porto Velho.

Mais Recentes da CNN