São Paulo pode reabrir bares e restaurantes na próxima semana, diz Covas

Expectativa é que governo de São Paulo anuncie avanço da capital para a fase 3, que contempla a abertura de bares e restaurantes por 6 horas ao dia

Foto: Carolina Abelin/CNN

Anna Gabriela Costa e Stéphanie Nascimento, da CNN em São Paulo

Ouvir notícia
Movimentação na região da 25 de Março

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), afirmou nesta quarta-feira (24) que bares e restaurantes poderão reabrir na cidade a partir da semana que vem, com restrições, caso a capital mude de fase no plano de retomada de atividades feito pelo governo estadual. Covas deu a declaração durante live promovida pelo banco Itaú BBA na tarde de hoje.

Segundo Covas, o governo de São Paulo deve apresentar nesta sexta-feira (26) uma reclassificação das regiões do estado no cronograma que define as etapas de reabertura. A expectativa é que a cidade de São Paulo entre na fase 3 a partir da próxima segunda-feira (29), etapa que contempla a reabertura de bares e restaurantes. 

“A expectativa é que, com essa reclassificação, a partir de segunda-feira eles possam retomar atividade. Claro, assinando protocolo junto com a prefeitura de São Paulo, e estamos trabalhando para isso”, disse o prefeito.

Leia também:

Governo de SP anuncia protocolo para retomada das aulas em setembro

Em nota à imprensa, a prefeitura de São Paulo disse que a reabertura de bares e restaurantes está prevista na fase amarela do Plano São Paulo, do governo do estado. 

“Atualmente, a capital está classificada na fase laranja, que veda o funcionamento desses setores. A partir de reclassificação da cidade de São Paulo pelo Governo do Estado para a fase amarela, quando ocorrer, os protocolos para os novos setores liberados serão analisados cuidadosamente pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e pela Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa)”, diz o comunicado.

De acordo com dados divulgados pela Secretaria de Saúde nesta quarta-feira, o estado de São Paulo já registrou 238.822 casos e 13.352 mortes causadas pelo novo coronavírus. Nas últimas 24 horas, o estado contabilizou 9.347 novos casos de contaminados com a doença e 284 mortes. 

 

Mais Recentes da CNN