TCU dá 15 dias para Saúde e Exército explicarem produção de cloroquina

O ministro também autorizou uma diligência ao Comando do Exército para que apresente informações sobre a compra de insumos para fabricação do medicamento

Renata Agostinida CNN

Ouvir notícia

O ministro Benjamin Zymler, do Tribunal de Contas da União (TCU), deu 15 dias para o Comando do Exército e o Ministério da Saúde prestarem esclarecimentos sobre a produção e distribuição de cloroquina no país.

O pedido de informações foi remetido na segunda-feira (8). O ministro autorizou diligências também na Fiocruz. Ele quer saber qual a produção de cloroquina da fundação e a “real destinação” do medicamento.

Zymler pede à pasta comandada por Eduardo Pazuello que detalhe os critérios de distribuição dos comprimidos de cloroquina produzidos pelo Exército para os estados e diga se houve “contato prévio” com as secretarias estaduais sobre a necessidade de tal volume de comprimidos.

O ministro quer ainda informações sobre a distribuição de 3 milhões de comprimidos de hidroxicloroquina que foram recebidos do governo dos Estados Unidos no ano passado como doação.

O Comando do Exército terá de explicar sobre processos de dispensas para aquisição de insumos usados na produção da cloroquina, quantos comprimidos foram produzidos a partir dessas compras, e descrever o quanto foi produzido de 2017 para cá.

“O quantitativo de comprimidos de cloroquina 150 mg produzidos com cada quantitativo de insumo de sal difosfato adquirido, supostamente de 75, 225, 100 e 500 kg, conforme informado pela empresa Sul Minas, juntando os documentos de evidência”, diz despacho do ministro.

Em setembro, a CNN revelou que uma empresa de Minas Gerais, do grupo Sul Minas, vendeu ao laboratório do Exército ao menos dois lotes de insumos importados para a fabricação de cloroquina por valor 167% mais alto do que ela mesma tinha cobrado dois meses antes.

O Exército também precisará esclarecer se ainda há estoque da hidroxicloroquina doada pelos Estados Unidos e a estimativa de produção de cloroquina 150 mg para o ano de 2021.

Mais Recentes da CNN