Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Temperaturas ficarão muito elevadas até dia 19, no mínimo, diz meteorologista à CNN

    Segundo Guilherme Borges, da Climatempo, país caminha para quarta onda de calor em 2023

    Temperatura superou 34ºC na capital paulista neste sábado
    Temperatura superou 34ºC na capital paulista neste sábado Foto: Paulo Pinto/ Agência Brasil.

    Da CNN*

    São Paulo

    As temperaturas de várias regiões do Brasil ficarão muito elevadas até o dia 19 de novembro, afirmou à CNN o meteorologista Guilherme Borges, da Climatempo, na noite deste sábado (11).

    “Pelo menos até o dia 19, as temperaturas devem ficar muito elevadas em muitas regiões do país. A expectativa é de que no dia 19 ela [a onda de calor] comece a perder a intensidade”, disse.

    Segundo Borges, é a primeira vez que uma onda de calor no país é prevista para tantos dias seguidos. O Brasil, ele disse, está entrando em sua quarta onda de calor em 2023: “A tendência é de temperaturas extremamente altas nos próximos”.

    “Temos um misto de coisas acontecendo. O El Niño tem uma grande influência nessas ondas de calor que atingem o nosso país”, completou. Borges disse ainda que o fenômeno é intensificado pelo aquecimento global, provocado pela poluição do planeta.

    O especialista explicou que, com a estabilização do El Niño e a continuidade da poluição do planeta, a temperatura global tende a subir 1,5ºC em um curto prazo. Ele disse ainda que cabe à população combater a poluição para evitar que isso aconteça.

    VÍDEO – Domingo será de tempo quente em boa parte do país

    *Publicado por Pedro Jordão, da CNN em São Paulo