Saiba como fica a divisão para cada partido em 2022 com o novo fundo eleitoral

Presidente Jair Bolsonaro afirmou que vai vetar o valor de R$ 5,7 bilhões aprovado pelo Congresso Nacional 

Da CNN, em São Paulo
20 de julho de 2021 às 20:48

O Congresso Nacional aprovou, na votação da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), o aumento do fundo eleitoral de R$ 2 bilhões para R$ 5,7 bilhões. A verba beneficia 32 partidos, sendo que 16 deles devem receber mais de R$ 100 milhões.

De acordo com informações do diretor do CNN Brasil Business Fernando Nakagawa, ainda há seis siglas que receberão o valor mínimo do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), de R$ 3,5 milhões. Além disso, há legendas que não têm representantes na Câmara dos Deputados, mas também são financiadas.

Um dos partidos mais beneficiados com o aumento é o PT, que tem direito a uma quantia de R$ 563,8 milhões, o equivalente a 9,89% do total. Em seguida, vem o PSL, com R$ 558,6 milhões.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou em entrevista à TV Brasil que vai vetar o novo fundo eleitoral.

Vista do prédio do Congresso Nacional em Brasília 25/05/2017
Foto: REUTERS/Paulo Whitaker

(publicado por Fernanda Colavitti)