Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    À CNN, Marina Silva defende decretar estado de emergência climática em 1.942 municípios do país

    Cidades estão sob risco de eventos climáticos extremos; segundo a ministra, medida permite ações continuadas para combater esses episódios

    Lucas SchroederBasília Rodriguesda CNN

    São Paulo e Brasília

    Marina Silva, ministra do Meio Ambiente e Mudança do Clima, defendeu, em entrevista à CNN nesta sexta-feira (3), que seja decretado estado de emergência climática em 1.942 municípios do país suscetíveis a eventos climáticos extremos. Segundo a ministra, a medida permite ações continuadas de combate a esses episódios.

    “Qual é a nossa expectativa? De poder decretar emergência climática nos 1.942 municípios que são suscetíveis a eventos climáticos extremos. Ao decretar emergência climática, você pode ter ações que sejam continuadas, às vezes de remoção de população, de drenagem, de encosta, de uma infraestrutura que seja adequada, sistemas de alerta que sejam rápidos, combinando tecnologia com relação e em integração com a comunidade”, disse Marina.

    A ministra relatou uma conversa com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, para discutir a possibilidade de garantir, por meio de excepcionalidade fiscal, recursos permanentes para os 1.942 municípios afetados no Brasil.

    “Nós estamos dialogando com o Ministério Público, com o Tribunal de Contas da União (TCU), para decretar emergência em caráter permanente, para ter investimentos que sejam continuados. E aí você vai continuando por etapas, porque isso são investimentos de longo prazo. Você começa pelas áreas de maior risco. Qual é o problema? É que você tem que mudar a legislação”, detalhou a ministra.

    Nesta sexta, o número de mortos após as fortes chuvas no Rio Grande do Sul subiu para 31, de acordo com a Defesa Civil gaúcha. Outras 74 pessoas seguem, e 56 ficaram feridas. São mais de 350.000 pessoas afetadas em 235 municípios do estado.

    Marina indicou ainda que o Ministério do Meio Ambiente tem trabalhado com outras pastas do governo Lula para chegar a uma solução conjunta ao problema.

    “Nós estamos trabalhando para ter um plano para sair da gestão do desastre para gestão do risco. Estão trabalhando o Ministério do Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, Cidades, Integração, Transporte. Vários ministérios trabalhando”, declarou a ministra.

    Veja a íntegra da entrevista no vídeo abaixo:

    FOTOS – Rio Grande do Sul é atingido por fortes chuvas

    (Com informações de Duda Cambraia, da CNN, em São Paulo)