Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Acusado de assediar Isa Penna, Fernando Cury começa a ser julgado nesta quarta-feira (26)

    Em dezembro de 2020, o ex-deputado estadual foi flagrado apalpando os seios da parlamentar

    Fernando Cury
    Fernando Cury Alesp/Divulgação

    Renato Pereirada CNN

    em São Paulo

    A Justiça de São Paulo marcou para esta quarta-feira (26) o julgamento do ex-deputado estadual Fernando Cury, que é réu em um processo de importunação sexual contra a também ex-deputada Isa Penna.

    Em dezembro de 2020, Cury foi flagrado pelo sistema de câmera da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) apalpando os seios da parlamentar.

    A audiência de instrução será realizada por videoconferência, às 13h30 de hoje (26), conforme decisão da juíza Danielle Galhano Pereira da Silva, da 18ª Vara Criminal do Foro Central da Barra Funda.

    Foram convocados como testemunhas para esta etapa do processo os deputados estaduais Alexander Muniz de Olveira, o Alex de Madureira (PL), André do Prado e Carlos Eduardo Pignatari, o Carlão Pignatari, ex-presidente da Alesp, além da ex-deputada estadual Erica Malunguinho.

    Cury foi denunciado pelo Ministério Público de São Paulo em abril de 2021. Ele chegou a ser suspenso do mandato de deputado estadual por 180 dias, a partir de uma decisão do Conselho de Ética da Alesp.

    Na ocasião, o suplente, Padre Afonso, assumiu o cargo. Em razão do episódio de assédio, Cury também foi expulso do Cidadania, partido do qual fazia parte na época.

    A defesa de Fernando Cury disse que a audiência é o rito comum do processo e que não tem nada a acrescentar neste momento.

    VÍDEO – Análise: Reforma administrativo opõe governo Lula e Arthur Lira