Após suspensão de testes da Coronavac, Bolsonaro diz que ‘ganhou mais uma’

Presidente respondeu internauta sobre a interrupção dos estudos da vacina chinesa

Ouvir notícia

 

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se manifestou nesta terça-feira (10) sobre a interrupção dos testes da vacina Coronavac, desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a Sinovac. No Facebook, ao ser questionado por um internauta sobre a possibilidade de compra da vacina em caso de comprovação científica, o presidente contestou.

Na resposta, Bolsonaro citou o governador de São Paulo João Doria (PSDB) e disse que é mais uma que o “presidente ganha ao mostrar a interrupção dos testes”.

“Morte, invalidez, anomalia… Esta é uma vacina que o Doria queria obrigar a todos os paulistanos tomá-la. O presidente disse que a vacina jamais poderia ser comprada. Mais uma que Jair Bolsonaro ganha”, afirmou a conta oficial de Bolsonaro na rede social.

Leia também:
Governo de SP diz que primeiras doses da Coronavac chegam no dia 20 de novembro
Butantan diz que foi ‘surpreendido’ com interrupção de testes da Coronavac
Após paralisação no Brasil, Sinovac se diz ‘confiante’ sobre segurança de vacina

Após suspensão de testes da Coronavac, Bolsonaro diz que 'ganhou mais uma'
Bolsonaro respondeu seguidor no Facebook
Foto: Reprodução/CNN

Na segunda-feira (9), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu os testes com a Coronavac.

De acordo com o governo de São Paulo, o evento adverso grave ao qual a Anvisa se referiu em nota para justificar a suspensão dos estudos da Coronavac foi a morte de um voluntário, porém não haveria relação entre o óbito e os testes da vacina.

(Edição: André Rigue)

Mais Recentes da CNN