Aras sobre encontro com Fux: ‘Retórica política não deve contaminar as relações’

Procurador-geral se encontrou com o presidente do STF nesta sexta

Caio Junqueirada CNN

Ouvir notícia

 

O procurador-geral da República, Augusto Aras, disse à CNN que a conversa que teve com o presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, baseou-se em basicamente dois assuntos: a crise política entre os poderes, que durou a maior parte do tempo, e o debate sobre o voto impresso, que ocupou a menor parte do tempo.

“A conversa foi sobre o fortalecimento do sistema de justiça, do Ministério Público e do Judiciário e isso significa manter essas instituições como garantidoras da segurança jurídica. A retórica política não deve contaminar as relações institucionais do sistema de justiça, que precisa e deve se colocar como moderador dos conflitos”, disse Aras. Segundo ele, “a retórica política deve ser alheia ao processo jurídico”.

 

Aras negou que em qualquer momento tenha sido cobrado por Fux a atuar na investigação de denúncias contra o presidente Jair Bolsonaro. “Isso não ocorreu. Não tenho personalidade para tomar carão de ninguém. A nossa conversa foi a mais respeitosa possível, como sempre acontece. O presidente do Supremo é um gentleman e mantém uma relação de respeito comigo assim como todos os ministros do Supremo. Não houve nenhum pedido nem cobrança”.

Sobre voto impresso, disse que ambos consideraram positiva a decisão do presidente da Câmara, Arthur Lira, de levar o debate ao plenário. “Ademais, o presidente da Câmara levando ao plenário assumiu a solução do problema como Chefe de Poder. O ato do presidente de levar para o plenário, que é soberano, esvazia por completo essa aparente crise. Alguém vai ganhar e alguém vai perder. Isso esvazia o conflito do sistema de votação.”

Questionado sobre as críticas que recebe de alinhamento ao palácio do Planalto e de não abrir investigações contra o presidente Jair Bolsonaro, Aras disse que se manifestaria sobre isso na sabatina ao Senado. “Há uma liturgia da sabatina que vou respeitar. Vou apresentar na sabatina a prestação de contas da minha gestão. Estou me preparando para responder todas as críticas.”

Augusto Aras e Luiz Fux
Presidente do STF, ministro Luiz Fux recebe em audiência o Antônio Augusto Brandão de Aras, Procurador-Geral da República
Foto: Rosinei Coutinho/STF

Mais Recentes da CNN