Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Atos “são de minoria golpista que não aceita resultado da eleição”, diz ministro da Secom

    "Temos certeza que a maioria do povo brasileiro quer nesse momento união e paz para que o Brasil siga em frente", escreveu Paulo Pimenta no Twitter

    Sofia Aguiar, do Estadão Conteúdo

    O ministro da Secretaria de Comunicação Social (Secom), Paulo Pimenta, disse que as manifestações que ocorrem na tarde deste domingo (8) em Brasília são de uma “minoria golpista que não aceita o resultado da eleição e que prega a violência”.

    De acordo com ele, tais manifestantes serão tratados “com o rigor da lei”.

    “Temos certeza que a maioria do povo brasileiro quer nesse momento união e paz para que o Brasil siga em frente”, escreveu Pimenta no Twitter. “Essa manifestação é de uma minoria golpista que não aceita o resultado da eleição e que prega a violência. Uma minoria violenta, que vai ser tratada com o rigor da lei.”

    Até a publicação desta matéria, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não havia se manifestado sobre os acontecimentos.

    Invasão no Congresso e no STF

    Os manifestantes invadiram na tarde deste domingo o Congresso Nacional e conseguiram, também, invadir a sede do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Palácio do Planalto. Segundo apurou o Estadão, 100 ônibus com 3.900 manifestantes bolsonaristas chegaram a Brasília.