Bolsonaro diz que fechar fronteira com Uruguai ‘não resolverá problema’

Bolsonaro usa máscara durante coletiva em Brasília sobre medidas para controlar a disseminação do novo coronavírus no país
Bolsonaro usa máscara durante coletiva em Brasília sobre medidas para controlar a disseminação do novo coronavírus no país Foto: Adriano Machado - 18.mar.2020/ Reuters

Rudá Moreira e Mathias Brotero

Da CNN Brasil, em Brasília

Ouvir notícia

Um dia depois de ter determinado o fechamento das fronteiras com oito países sul-americanos, o presidente Jair Bolsonaro disse que o bloqueio da divisa com o Uruguai -única fronteira ainda aberta – não vai resolver o problema.

Questionado sobre o fechamento da fronteira com o Uruguai, Bolsonaro se confundiu e se referiu ao Paraguai no início da resposta.

“O Paraguai é uma fronteira seca.E assim como acontece no Paraguai, no Uruguai também. O presidente recém assumiu lá e quer fazer algo em comum acordo. Agora, na verdade, é quase como se fosse um país só”, disse. “Fechar não vai resolver, lógico, vai atenuar o problema mas não vai resolver.”

O presidente também falou sobre outros temas em conversa com jornalistas na porta do Palácio da Alvorada.

Fronteira aérea com os EUA

Ao ser questionado se o Brasil pretendia fechar fronteiras aéreas com os Estados Unidos, Bolsonaro minimizou o avanço da doença. “Não há no meu entender esse aumento que tá sendo falado por aí.”

Busca por remédios e vacinas

Segundo Bolsonaro, o diretor-presidente da Anvisa, almirante Antonio Barra Torres, está em contato com o FDA – órgão equivalente à Anvisa nos EUA – e com a Índia para o recebimento de ajuda no combate ao coronavírus.“Tá sendo feito contato pra gente buscar trazer o remédio, ou a vacina, ou ambos.”

Entrada marítima de estrangeiros

Jair Bolsonaro afirmou que o ministro Tarcísio de Freitas, da Infraestrutura, estuda o fechamento das fronteiras marítimas do Brasil, juntamente com o ministro da Saúde.

Pedidos de impeachment

“Alguns acham que tem que ter o impeachment. Impeachment pra quê? Vai manter os ministros ou vai botar ministro como antigamente no Executivo?

Mais Recentes da CNN