Com mudanças, Senado decide votar ‘Orçamento de Guerra’ na quarta

Os parlamentares também querem mudar o nome para PEC do 'Orçamento da Vida'

Sessão remota do Senado realizada durante a crise do novo coronavírus
Sessão remota do Senado realizada durante a crise do novo coronavírus Foto: Leopoldo Silva/ Agência Senado

Caio Junqueirada CNN

Ouvir notícia

O Senado decidiu fazer um novo texto sobre a chamada PEC do “Orçamento de Guerra”, no qual vai aumentar a transparência do mecanismo e impor maior responsabilidade aos agentes públicos, em especial ao Banco Central.

Uma reunião que começou no final da manhã e ainda está em curso realizada por videoconferência de lideranças do Senado com o presidente da casa, Davi Alcolumbre, chegou a este acordo para que a proposta possa ser votada.

Idealizada pela equipe econômica e pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia, o texto prevê maior margem de manobra para o Executivo manejar o Orçamento neste período de combate ao coronavírus.

Aprovado pela Câmara, o Senado desde o início, conforme revelado pela CNN, incomodou-se com o texto e travou a tramitação.

Assista e leia também:

Senado resiste à PEC do Orçamento de GuerraMaioria dos brasileiros vive em áreas abaixo da meta da OMS de UTIs públicas
Governo lança programa de apoio à população vulnerável ao coronavírus

O encontro desta segunda (13), porém, permitiu um acordo, e o relator, senador Antonio Anastasia, fará um relatório e deverá apresentá-lo ainda hoje. Nele, acatará sugestões da maioria dos senadores para que haja maior transparência e freios ao Banco Central.

Os parlamentares também querem mudar o nome para “PEC do Orçamento da Vida”, em vez de “PEC do Orçamento de Guerra”.

Mais Recentes da CNN