Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Com nove partidos, maior bloco da Câmara será formado nesta quarta (12)

    Grupo articulado pelo presidente da Casa, Arthur Lira, reunirá mais de 170 deputados e siglas de esquerda

    Tainá FarfanGabriel HirabahasiTainá Falcãoda CNN

    O maior bloco partidário da Câmara dos Deputados será formalizado nesta quarta-feira (12) e reunirá mais de 170 parlamentares. Ao todo, nove partidos vão compor o grupo: PP, União, PDT, PSB, Solidariedade, Avante, Patriota e a federação Cidadania-PSDB .

    Os parlamentares já decidiram que a liderança deve ficar com o deputado Felipe Carreiras (PE), atual líder do PSB na Câmara. O acordo firmado prevê ainda que o PDT assuma o comando do bloco em 2024.

    A ideia de ter partidos de esquerda na liderança do grupo nos primeiros anos foi pensada para diminuir especulações de que o novo blocão será de oposição ao governo.

    A formação tem sido encarada por líderes da Câmara dos Deputados como uma resposta do presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), ao bloco formalizado nas últimas semanas por MDB, PSD e Republicanos, com 142 deputados.

    A junção das siglas é vista como uma estratégia para fortalecer o grupo na disputa do comando da Casa ao fim do mandato de Lira, em 2025.

    Além disso, o tamanho dos blocos partidários dá força às siglas no Congresso e influencia na ocupação de cargos, no comando de comissões e na reivindicação de relatorias de projetos.