Conheça os 4 critérios dos partidos de centro para definir chapa única ao Planalto

PSDB, MDB, União Brasil e Cidadania pretendem definir até maio um conjunto de critérios que irá sacramentar candidatura comum à Presidência da República

Presidentes do PSDB, União Brasil, MDB e Cidadania durante reunião em Brasília; em ordem: Bruno Araújo, Luciano Bivar, Baleia Rossi e Roberto Freire
Presidentes do PSDB, União Brasil, MDB e Cidadania durante reunião em Brasília; em ordem: Bruno Araújo, Luciano Bivar, Baleia Rossi e Roberto Freire Foto: Luiz Cervi/Divulgação

Basília RodriguesGustavo Uribeda CNN

em Brasília

Ouvir notícia

O bloco de centro que pretende definir até 18 de maio uma chapa única ao Palácio do Planalto tem avaliado quatro critérios para a escolha de um nome na disputa presidencial.

Segundo o relato feito à CNN Brasil por dirigentes das quatro legendas – PSDB, MDB, União Brasil e Cidadania – são avaliados hoje como fatores a intenção de voto, o índice de rejeição, o peso nacional e o histórico eleitoral.

Os dois primeiros critérios, segundo líderes de centro, serão apontados por pesquisas eleitorais, tanto públicas como internas, divulgadas até a segunda quinzena de maio.

Os dois últimos fatores são baseados no peso eleitoral das siglas, ou seja, na sua capilaridade nacional com congressistas e prefeitos, e no histórico eleitoral de cada presidenciável, ou seja, o desempenho em pleitos passados.

A intenção é que os critérios que irão definir o candidato da chamada “terceira via” sejam definidos até o início de maio. Uma nova reunião entre os dirigentes das quatro siglas deve ser promovida ainda em abril.

Hoje, o bloco partidário tem pelo menos seis nomes com aspirações ao Palácio do Planalto: Simone Tebet (MDB), João Doria (PSDB), Eduardo Leite (PSDB), Sergio Moro (União Brasil), Luciano Bivar (União Brasil) e Eliziane Gama (Cidadania).

Moro anunciou que, ao se filiar ao União Brasil, estava colocando a sua candidatura presidencial de lado, mas, em conversas reservadas, tem acenado que não desistiu de uma candidatura presidencial.

O União Brasil afirmou, em nota, no sábado (2), no entanto, que a filiação do ex-juiz-federal visa construir uma candidatura no estado de São Paulo.

“Sua filiação ao União Brasil tem como objetivo a construção de um projeto político-partidário no estado de São Paulo e facilitar a construção do centro democrático, bem como o fortalecimento do propósito de continuarmos crescendo em todo país”, informou.

Debate

A CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto, pela TV e por nossas plataformas digitais.

Mais Recentes da CNN