Daniela Lima: rechaço a aproximação de Moro e Huck vai muito além da esquerda

Depois de o ex-ministro e o apresentador se reunirem no sábado, políticos do centrão passaram o fim de semana falando do assunto e não foi de forma positiva

Da CNN

Ouvir notícia

No quadro Em Off desta segunda-feira (9), na CNN Rádio, Daniela Lima analisa a reunião de Sergio Moro e Luciano Huck, no fim de semana, para discutir uma possível aliança para a disputa da presidência, em 2022.

“A ideia seria criar uma caminho para uma terceira via, ou seja, fora da polarização que eles entendem estar representada na esquerda pelo ex-presidente Lula e o PT e na direita pelo presidente Jair Bolsonaro”, disse Daniela.

“Hoje, nos jornais, há repercussões e um rechaço de parte da esquerda sobre esse movimento (…) Preciso alertar que é um erro subscrever esse movimento de rechaço a qualquer elo com Sergio Moro para a esquerda”, disse a jornalista.

Assista e leia também:
Moro diz que era o único do governo a falar sobre prisão em segunda instância
Se diminui o risco e aumenta a oportunidade, a corrupção volta, diz Moro

“Quando ministro, pautas de Moro foram sistematicamente combatidas pelo centro em aliança com a esquerda. Se teve uma coisa que conseguiu juntar integrantes de partido do centrão com a esquerda foi a pauta de Sergio Moro”, afirmou.

Segundo Daniela, o meio político – o centro em especial – sempre teve muita aversão ao modo como Moro conduziu seu trabalho na Lava Jato. E, depois da reunião com Huck, muitos membros do DEM, por exemplo, passaram o domingo falando do assunto de forma não positiva.

Em off
Quadro Em Off, com Daniela Lima, na CNN Rádio
Foto: CNN Brasil

Mais Recentes da CNN