Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Deputados se reúnem com Lira e pedem instalação de Conselho de Ética para punir Nikolas Ferreira

    Parlamentares declararam que o presidente da Câmara conversaria com líderes nesta quinta-feira (16) para discutir a retomada do colegiado

    Nikolas Ferreira (PL-MG), deputado federal durante discurso na Câmara
    Nikolas Ferreira (PL-MG), deputado federal durante discurso na Câmara Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

    Gabriel Hirabahasida CNN em Brasília

    Deputados de partidos de esquerda se reuniram com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), nesta quarta-feira (15), para pedir a instalação do Conselho de Ética da Casa para analisar o pedido de cassação do deputado Nikolas Ferreira (PL-MG).

    Lira, segundo esses parlamentares, disse que conversaria com líderes em reunião nesta quinta-feira (16) para que as bancadas partidárias façam suas indicações ao conselho e, então, o colegiado possa ser instalado.

    Para efeito de comparação, as comissões permanentes começaram a ser instaladas nesta quarta-feira (15) e iniciarão os trabalhos a partir de agora.

    Segundo os deputados, Lira demonstrou apoio ao pleito dos partidos de esquerda para que o Conselho de Ética retome as atividades.

    Aliados do presidente da Casa ouvidos pela CNN sob reserva, dizem que ele precisa dar um gesto para evitar o clima de beligerância na Câmara, especialmente por parte de deputados de primeiro mandato e com estilo de mais embate, como é o caso de Nikolas.

    Um dos aliados de Lira declarou que é preciso um gesto para demonstrar aos deputados que o plenário da Câmara exige um decoro maior e que não se trata do ambiente muitas vezes agressivo das redes sociais.

    Nikolas Ferreira é alvo de representação de partidos de esquerda, entre eles o PT, PCdoB, PSOL, PSB e PDT, por uma fala ofensiva à comunidade trans. Em discurso no Dia Internacional da Mulher, o deputado do PL disse que mulheres cisgênero estariam perdendo espaço no ambiente público para mulheres transexuais.

    Além disso, Nikolas debochou das mulheres trans ao usar uma peruca na tribuna da Câmara e dizer que “se sentia mulher” no momento.

    As deputadas trans Erika Hilton (PSOL-SP) e Duda Salabert (PDT-MG), junto de outras deputadas e deputados de partidos de esquerda, estiveram concederam coletiva nesta quarta-feira (15) após a reunião com Lira na Câmara dos Deputados. Confirmaram a apresentação da representação das legendas contra Nikolas no Conselho de Ética e apresentaram ainda um abaixo assinado com assinaturas coletas pela internet contra o deputado bolsonarista.

    “Um deputado, utilizando uma peruca, foi à tribuna desta casa proferir ataques, utilizar a pauta das entidades trans e travestis como chacota e de forma ridicularizada. Muito mais do que significa o ato que ocorreu aqui dentro, é o que reverbera as ações deste parlamentar em toda a sociedade, é reverberado nas nossas redes sociais, a onda de ataques, de ameaças, de violência, a certeza da impunidade por parte de seus seguidores que permanece perpetuando”, declarou Erika Hilton.

    A CNN entrou em contato com Nikolas Ferreira e aguarda posicionamento.