Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Dora Kramer: Em resposta a Lula, Temer disse que sabe lidar com bandido

    Ex-presidente se manifestou após o petista tê-lo chamado de "golpista" por causa do impeachment de Dilma Rousseff, em 2016

    Da CNN

    Participante do programa Arena CNN desta quinta-feira (26), a jornalista Dora Kramer comentou a troca pública de provocações entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-presidente Michel Temer (MDB).

    Nesta quarta-feira (25), em visita ao Uruguai, Lula se referiu a Temer como “golpista”, em alusão ao impeachment sofrido pela ex-presidente Dilma Rousseff (PT) em 2016. No mesmo dia, Temer respondeu negando que o Brasil foi vítima de golpe e que o petista tenta “reescrever a história por meio de narrativas ideológicas”.

    Segundo Dora Kramer, Temer está incomodado com os recentes ataques de Lula. A jornalista afirmou que o ex-presidente tem dito a interlocutores que, se continuar sendo provocado, irá “falar umas verdades” sobre o petista.

    “Ele [Lula] está irritando sobremaneira o ex-presidente Michel Temer, que é sempre aquela pessoa mais contida. Conversava ontem à noite com ele [Temer] e ele disse ‘olha, não estou entendendo porque ele [Lula] tá fazendo isso. Se continuar me provocando, eu vou falar umas verdades, porque eu fui secretário de segurança e sei lidar com bandido’.”

    Dora avaliou que a atitude de Lula tem como objetivo recontar a história do impeachment de Dilma Rousseff, algo que, segundo ela, “assombra o PT“.

    “Ele usa o Temer para a construção dessa versão de que houve golpe. Já não conseguiu emplacar a história de que ele foi inocentado pela Justiça? Então agora o que falta nessa questão do impeachment, que assombra o PT. É que essa história precisa ser recontada. Então o Lula vai revisando isso”, opinou.

    Ainda na avaliação dela, Lula utiliza Michel Temer como alvo de críticas por acreditar que isso não irá ocasionar danos na relação com o MDB.

    “Quando o Lula faz isso com o Temer, nomina o Temer várias vezes, ele quer usar a figura do ex-presidente, que ele supõe que não provoque danos na relação com o MDB.”

    (Publicado por Gabriel Ferneda)