Em jantar com senadores, André Mendonça critica Lava Jato

O encontro ocorreu na residência do senador Wellington Fagundes, do PL do Mato Grosso, que tem ajudado Mendonça no Senado

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça
O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

Caio Junqueirada CNN

Ouvir notícia

André Mendonça, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF), participou na noite desta terça-feira (3) de um jantar com a ministra da Secretaria de Governo, Flavia Arruda, o ministro do STF, Gilmar Mendes, e pelo menos dez senadores.

O encontro ocorreu na residência do senador Wellington Fagundes, do PL do Mato Grosso, que tem ajudado Mendonça no Senado. Ele disse à CNN que Mendonça tratou em sua fala sobre a necessidade de convergência entre os poderes e criticou o ativismo judicial.

“Ele vê a necessidade do STF buscar convergência entre os poderes e não ser um ativista. Ele e Gilmar Mendes falaram muito sobre a Operação Lava Jato, criticaram a Lava Jato, os excessos da operação. Andre falou muito sobre as Mãos Limpas, disse que a operação não salvou a Itália. Deu uma visão que é preciso punir as pessoas, mas salvar as empresas, e isso não ocorreu aqui”, disse o senador.

Procurado, Mendonça não se manifestou.

Tópicos

Mais Recentes da CNN