Força-tarefa atua para STF aceitar Jorge Oliveira para vaga de Celso de Mello

Caso não dê certo, plano B viável para Oliveira é o TCU

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Aliados do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) têm trabalhado arduamente para construir um consenso em torno de Jorge Oliveira, secretário-geral da Presidência, para a vaga do decano Celso de Mello no Supremo Tribunal Federal (STF). A informação é da âncora da CNN Daniela Lima.

Celso de Mello se aposentaria compulsoriamente no dia 1º de novembro, quando completa 75 anos. O decano completou 31 anos na Corte no mês de agosto. Mas, semana passada, ele comunicou à presidência do STF que vai se aposentar no dia 13 de outubro.

Assista e leia também:

Celso de Mello decide antecipar aposentadoria para outubro

As conversas para ampliar o apoio político ao nome de Jorge Oliveira estão em ritmo acelerado, e Oliveira tem agora apoio não só no gabinete do presidente, mas também no Senado e em cortes como o Tribunal de Contas da União (TCU).

Essa força-tarefa, portanto, atua com um foco: desfazer as resistências que o próprio Supremo tem ao nome de Oliveira. Caso não dê certo, o plano B viável para Oliveira é o TCU. 

(Edição: Leonardo Lellis)

Mais Recentes da CNN